quinta-feira, agosto 20, 2009

Era só o que faltava!


Quando esse negócio de “politicamente correto” começou, eu até achava engraçado. Não dava para levar a sério aquela história de chamar pessoas baixas de “verticalmente prejudicadas”... Pois é. O “movimento” foi crescendo, as piadas sobre isso circulando pela Internet, ninguém acreditava que aquela onda fosse prejudicar quem quer que fosse. Claro, também riram daquele rapaz com bigodinho ridículo, que discursava feito um alucinado na Alemanha do início dos anos 30. Ninguém cria ser para valer mesmo aquele senhor de cabelos desgrenhados e caspas nos ombros dizendo que seria presidente e iria passar uma vassoura nos problemas do país. Tinha também aquele que arregalava os olhos raivosamente e prometia caçar marajás, e muito gente achava que aquilo não iria para frente. Deu no que deu.
*
O movimento “politicamente correto”, sob a alegação de proteger minorias e corrigir injustiças, está crescendo, se espalhando, de olho em tudo e em todos, feito o “Big Brother”, o “Grande Irmão” preconizado pelo escritor George Orwell. Você, amigo blogueiro, nem desconfia que o seu blog é minuciosamente lido por gente que vive à espreita, PATRULHANDO, pronto para dar o bote ao menor sinal de algo que eles supõem ser algum tipo de discriminação. Eu imagino que periodicamente eles escrevam algumas palavras-chave no Google e ai daqueles que são dedurados pelo procurador de sites! Para eles, não interessa o contexto. Se usou as palavras prescritas, ganha um processo.
*

Foi o que aconteceu com nosso companheiro blogueiro, o Marcos Dhotta, do Caríssimas Catrevagens, que tem um blog saudosista como este meu, que você, amigo, está visitando no momento. Aliás, ele me escreveu assegurando que se inspirou no Antigas Ternuras para criar um blog “totalmente retrô”, como disse.
*
Hoje o Marcos está sendo processado, acusado de “racismo” por, segundo escreveu, um “grupo militante de Direitos Humanos”. O seu crime foi escrever um post sobre o antigo sabonete Phebo, se referindo a ele como “o pretinho que satisfaz” e “meu escurinho sabonete glicerinado” (se quiser ler o post “Indignação!” do Marcos, clique aqui). Creio que o grupo quer banir do vocabulário nacional as palavras “pretinho” e “escurinho”. Não podemos usar estas palavras, seja em qualquer contexto, mesmo que esteja falando de um mero sabonete.
*

Portanto, amiga leitora, se você for a uma festa e quiser usar aquele vestido cor de ébano, deve chamá-lo de “afrodescendentezinho básico”. Se o Gonzaguinha estivesse vivo, teria que trocar a letra da sua música “Feijão Maravilha”, alterando aquele verso para “o afrodescendente que satisfaz”. A mesma coisa com aquele samba clássico de Geraldo Pereira, gravado até por Gilberto Gil. A letra teria que mudar para “o afrodescendentezinho era um afrodescendente direitinho/Agora está com a mania de brigão/Parece praga de madrinha/ Ou macumba de alguma afrodescendentezinha que lhe fez ingratidão...” Falando no cantor baiano, sua filha vai ter que mudar o nome para Afrodescendente Gil. A face da lua que não se mostra iluminada para nós será doravante chamada de “o lado afrodescendente da lua”.
*
Cuidado, caros blogueiros! Depois dos plagiadores, esses chupadores de textos descarados que assolam a blogosfera (e já copiaram sem nenhuma vergonha na cara textos do Marcos Pontes, da Luma, da Claudinha e de tantos outros colegas), a nova ameaça agora é ser processado, acusado de racismo por usar palavras que eles estão proibindo. Eles se acham no direito de censurar o que você escreve, determinando que palavras você deve usar. Se não atendê-los, processam. E se dizem defensores de “direitos humanos”...
*

E para estes senhores que escreverem no Google as palavras “preto”, “pretinho”, “escurinho” e porventura darem com os costados neste meu humilde blog lido por seus 17 leitores dignos e sérios, e resolvam me processar, acusando-me de “racista”, gostaria de dizer algumas palavras:
O blog Antigas Ternuras SEMPRE defendeu a cultura brasileira, nossa cultura mestiça, fruto de três raças que no Brasil se amalgamaram e criaram a maior e mais bela diversidade cultural de todo o mundo. Esta página SEMPRE repudiará toda e qualquer discriminação de cor, opção sexual, credo religioso e/ou político. Aqui, sempre se dirá que RACISMO É CRIME e também uma das coisas mais odiosas que existe na face da Terra. Sou neto de duas mulatas que se uniram a dois portugueses (existe união mais brasileira que esta?), logo, sou mestiço, tenho sangue negro nas veias e me orgulho disso. Alguns de meus melhores amigos são negros ou mestiços, assim como quase todos os meus parentes, eu tenho profundo carinho, admiração e respeito por todos eles. Sempre que houver alguma manifestação séria contra discriminação de qualquer espécie, eu estarei cerrando fileiras contra essa coisa abjeta que aparta seres humanos. Repilo com todas as minhas forças o preconceito de qualquer espécie.
ABAIXO O RACISMO!
Esse grupo de “direitos humanos” que está processando o Marcos por ele chamar sabonete de escurinho está prestando um desserviço à gloriosa luta do Movimento Negro, aos ideais de um de meus ídolos, José do Patrocínio, à resistência de pessoas sérias comprometidas com o enfrentamento do preconceito em suas manifestações.
Era o que eu tinha a dizer. Portanto, se alguém resolver me processar, me acusar de racista por eu ter escrito as citadas palavras, poderá fazê-lo. Leve-me às barras dos tribunais, mas leve com este texto inteiro, não pince palavras fora do contexto. E mais: pode me processar, pode me acusar. Mas saiba que eu também o processarei com base no artigos 138 e 139 do Código Penal (calúnia, difamação e ofensas morais).
E não tente me censurar.
M.S.
***********************************************
Na Rádio Antigas Ternuras, você ouve Chico Buarque e Milton Nascimento cantando o clássico da MPB, “Cálice”, de Chico e Gilberto Gil.

20 comentários:

Graça disse...

Marco, não estou acreditando nesse absurdo!
Qual é exatamente o objetivo desse pessoal,que a meu ver trata-se de uma grandessíssima perda de tempo??
Eu amo a raça negra, de paixão mesmo, e então quer dizer que de agora em diante não posso mais falar aquelas "fatais" palavras, sob pena de ser condenada?
Mas eu amo os pretinhos, os escurinhos, os negros, os negrinhos e todos os inhos lindos que são tb meus irmãos em Cristo!!
Gente, é simplesmente o fim - de tudo -da picada, da piada, do mundo!

ALe Barros disse...

Querido,

Vim aqui para comunicar minha volta e me deparo com seu post que me deixou muito triste em saber que um colega blogueiro está sendo processado por uma besteira. Infelizmente estamos cercados de gente que adoram "ganhar dinheiro as custas dos outros"...agora fiquei aqui pensando, meu carro é preto (ops, num posso falar essa palavra) e eu o chamo de Negão..seria processada por isso??? A cor preta será banida? Quem geralmente acusa de racismo diante de besteiras como essa, não é porque acha o outro racista mas sim, eles mesmo é quem são...enfim...to aqui caraminholando...já me chamaram de branca azeda...será que cabe um crime de racismo aí???rsrsrsr
Bem, to na área e de volta, pena que agora terei que reler meu blog umas 30 vezes antes de postar.
Beijos,

Moacy Cirne disse...

Politicamente correto ou politicamente fascista? Sinceramente, o pessoal tá passando dos limites. Tô com você e com seu amigo, meu caro. O resto é bobagem.
Um abraço.
Ah, sim, o texto do Apocalipse no Balaio é meu, evidentemente inspirado em São João Apóstolo.
Outro abraço.

luluonthesky disse...

Sempre tem gente q gosta de causar polêmica, mas todo cuidado é pouco.
Big Beijos

Theo G. Alves disse...

essa situação é absurda e vergonhosa. ô povinho desocupado!

abraço!

Samara Angel disse...

oi Marco,nossa to rindo de doer,mas tem que rir pq é uma palhaçada,eu amo esse sabonete,kkkkkkkkkkkkkk,que nao pode nem descrever o glicerinado gostoso,kkkkkkkkkkkkkk,quanto pegar coisas de nossos blogs nossa ja pegaram do meu tb viu,tem hora q da vontade de largar tudo,mas a gente faz amigos como vc e nas horas de solidao é na telinha do computador q encontramos nossos verdadeiros amigos,brigaduuuuuuu por ser essa pessoa maravilhosa,te adoro,bjsss

garotabossanova disse...

Que absurdo em pleno século XXI esse tipo de coisa acontecer.Quer dizer,vai contrário à própria idéia do blog que é pessoal,lugar onde pessoas expressam suas opiniões,onde se sentem livres para tal.Ou seja,no dia em que nos sentirmos acuados em nosso próprios blogs,que sentido terá postar?De onde vem essas pessoas?Do que elas vivem e sobretudo onde pensam que estão?Será que perseguir palavras em blogs alheios conta mais para a causa negra,do que perseguir idéias e atos racistas nossos de cada dia?

guiga disse...

Aplaudo este teu post!
Realmente há pessoas muito mesquinhas, que vão buscar energia para viver da desgraça dos outros. Com certeza são pessoas frustradas, com necessidade de aparecer!
Lamento por esse teu amigo! Com certeza Deus vai ajudá-lo!
Eu tenho uma colega angolana aqui no meu trabalho e ela mesma se intitula de negra, de preta. Será ela racista com a sua própria raça?!?!
A maldade das pessoas deturpam o mundo!
*.*

DO disse...

Estou chocado,MARCO. Sério que fiquei até perplexo por esta imbecilidade.Aliás,desde sempre ,esta tal "turminha dos direitos humanos" cheira muito mal.

Abraços!!

Dilberto L. Rosa disse...

Ri quando devia, mas também me indignei juntamente com você, caro primo! É como o Ziraldo dia: as minorias viraram maioria! E é isso: zip na boca, senão os censores-pobrezinhos arrasarão sua sala e seu espaço virtual em nome de "justiça"! Eu mesmo, falando do mundo dito "evangélico", já temo até represália do pessoal "do Senhor"! Mas sigamos em frente nesta luta com fé, que essa não costuma "faiá"! Parabéns pela excelente postagem! Abração!

nina rizzi disse...

"eu posso não concordar com vc, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo". e quer saber? eu tenho nojo dessa papagaiada. e baixando o calão:
politicamente correto de cu é rola.

ótimo poste. e veja, que coisa, a palavra de verificação: pyxemo.

yah-yah!
beijo :)

Claudinha ੴ disse...

Olá Marco!
O título de seu post diz tudo! Condeno todo tipo de racismo e preconceito, mas o que posso dizer é que quem está sendo racista, preconceituoso aí é o próprio grupo que se diz defensor de direitos humanos. Li o texto e o Marcos foi claro, estava falando do sabonete e pronto! Os Robots deles que vasculham a net procurando palavras não sabem discernir sobre o bom e o mau uso das mesmas. Apóio o Marcos e repudio a atitude destas pessoas. Ele, em nenhum momento feriu a integridade de ninguém.

Estou rindo de suas gracinhas, só mesmo você!

Sobre o famigerado plágio, tem diminuído depois que segui a cartilha. Não tenho encontrado mais.

Seu post é ótimo e acima de tudo correto!

Francisco Sobreira disse...

Caro Marco,
Como bem disse a sua amiga Graça, é uma coisa inacreditável. E como sugere o nosso Moacy, corretamente fascista. Essa questão de politicamente correto há muito tempo que atingiu um limite que chega a ser ridículo. Certamente você não há de se lembrar, mas já escrevi no Luzes da Cidade um texto sobre esse assunto. É aquele negócio que seria cômico se não fosse trágico. A pessoa chega até a se sentir autocensurada quando quer escrever certas palavras que podem dar a ideia de que ela é preconceituosa (em alguns casos, ela até pode ser.) Muito bom, oportuno, pertinente e denunciador o seu texto. Um abraço.

Joias da Família disse...

Meu, então estou ferrada... Eu adoro comer pão PRETO, tomar cerveja PRETA, meu vestido favorito é um PRETINHO básico, meu gatinho Ozzy é PRETO e eu o chamo de MEU NEGO, adoro ouvir BLACK music... Os astrônomos deverão chamar os buracos NEGROS de buracos de ausência de luz.
Rapaz... quanta hipocrisia, né?
Parece coisa de gente que não tem o que fazer...
Tinha que dar um tancão de roupa pra esses bobocas se ocuparem.

Marcos Dhotta disse...

Caro Marco! Estou emocionado com seu post... Agradeço por demais suas palavras em defesa de minha “INDIGNAÇÃO”, bem como, em prol de todos nós blogueiros. Infelizmente estamos à mercê de pessoas que “se dizem” militantes de uma causa tão nobre que são os Direitos Humanos. Senti-me imensamente acolhido por todos os amigos da blogosfera, é e exatamente por isso, que NÂO RETIRO os trechos “ditos” racistas, que para mim não passam de trechos CENSURADOS. Censurados indevidamente por um grupo cujas idéias são resquícios, restos de uma época que remonta o cerceamento da nossa liberdade de expressão. E o que é pior, pautados na calúnia e na difamação. Concordo com todos os comentários à cima... Só me resta rir dessa situação e reverter o jogo. Pois já estou processando o referido grupo baseado nos artigos que você mesmo citou em seu post. É como minha amiga Lusa Vilar falou em seu blog RAÍZES: “Sabonete agora também é Gente?”. Obrigado Caríssimo MARCO! Digo isso de coração apertado... Valeu por toda essa manifestação de carinho e apreço para comigo e meu blog. Agradeço a todos por tamanha solidariedade. E breve estarei postando novamente. Um forte abraço querido AMIGO!!!

Rato Elétrico disse...

Um dia desses o Bonner acordou da pá virada e fez todos utilizarem a expressão "preto" por três ou quatro vezes durante o JN ao se referirem aos afrodescententes. No dia seguinte, todos voltaram a ser "negros". Que será que rolou? Será que alguém quis quebrar paradigmas e não quebrou nada além da cara? Fiquei curioso mas não deu em nada.
Mas ó... já que está no assunto... por algumas vezes já tive a impressão de que, ao ser chamado de "branco" a pessoa estava se referindo à cor e não à raça. Deveria exigir ser chamado caucasiano? Ah, deixa prá lá... não precisa disso, pô!!!
Será que tais defensores da igualdade racial, fuçadores de blogs e afins, teriam coragem de processar alguns certos rappers extremamente agressivos ao se referirem aos caucasianos?
Já pensou se o OMO tivesse que mudar para "o caucasiano total radiante", o integrante dos Titãs passasse a se chamar "Caucasiano Melo" e, para se exigir paz se levantasse a "bandeira caucasiana"?
E a bandeira quadriculada da Fórmula 1 viraria o que????

Carlos André Noblat disse...

Também achei absurda esta CENSURA meu amigo!!! Você resumiu bem nossa indignação. Quero dizer que também estou solidário com o companheiro Marcos Dhotta. E seu post está maravilhoso. Falou por todos nós da blogosfera. Valeu Marco Santos...

Luma disse...

Pedi para seu amigo me informar qual foi o grupo militante de direitos humanos que processou seu blogue. Tenho grande interesse neste em sabê-lo, não para ter uma informação a mais, mas porque quero direcionar trabalho mais sério para este grupo. Acho que eles não têm o que fazer.

Estou falando sério! Beijus

Armando Maynard disse...

Era só o que faltava. Minha solidariedade ao colega blogueiro Marcos Dhotta.

Julio Cesar Corrêa disse...

Marcos, estou estupefado! De todas as babaquices que já li sobre o politicamente correto, essa bateu todos os recordes de estupidez. Chega a ser triste e desanimador, como um povo pode dispensar tanto a chance de se viver numa democracia. Só quem viveu em outros tempos mais obscuros pode sentir a indignação que estamos sentindo.
grande abraço