segunda-feira, janeiro 30, 2006

Vai com Deus!


É tempo de férias, de relaxar... Então, que tal Boquete? Ou talvez você queira Pica? Ah, já sei: você prefere Cagar, não é?
Calma, queridas leitoras! Não precisam fechar esta página, achando que eu enlouqueci.
Eu explico. Um minutinho só.
*
Quando eu trabalhava em assessoria de imprensa, uma de minhas tarefas era descobrir pautas para os jornalistas. Volta e meia eles telefonavam para lá atrás de uma nota ou de uma sugestão de matéria. Os colunistas, então, ligavam na sexta desesperados, pois tinham de fechar as colunas de sábado, domingo e segunda. Por conta disso, nos meus momentos de folga eu me debruçava no Anuário Estatístico, atrás de alguma coisa que pudesse interessar os meus coleguinhas.
*
Certa vez eu estava lendo a relação de todos os municípios brasileiros e me divertia com os nomes engraçados, como Varre-e-Sai (RJ), Passa e Fica (RN), Não-me-Toque (RS), Mato Leitão (RS), Bofete (SP), ou mesmo com Nova Iorque (MA), Barcelona (RN), Califórnia (PR), Xangri-Lá (RS)...
Mas o grande barato eram as cidades batizadas com nomes sugestivos, como Fartura (PI), Saudades (SC), Alegria (RS), Segredo (RS)... Fiquei pensando: será que os habitantes de Feliz (RS) são felizes? E em Concórdia (SC), ninguém briga? Como seriam os indicadores de doenças da cidade de Saúde (BA)? E em Segredo (RS), não tem fofoca? O povo de Caridade (CE) honra o nome da cidade? Será que em Fartura (PI) o povo tem do bom e do melhor?
Senti que essa idéia poderia dar samba. Quando um jornalista ligou pedindo sugestão de pauta eu entreguei essa.
*
O cara adorou a idéia. Ele a apresentou ao seu editor, que também gostou e a matéria saiu. Meia página. Usando as sucursais e o escambau.
Na nossa conversa, eu comentei com ele aquela famosa frase de pára-choque de caminhão: “Os rapazes de Ponta Grossa não se casam com as moças de Curralinho”. Mas concordamos que seria uma grosseria usar esse tipo de coisa, por mais tentador que fosse.
Pois é.
O jornalista Paul Yancovic sucumbiu à tentação. Ele teve uma idéia semelhante à minha, só que levou para um outro lado. Abriu o mapa-mundi e saiu procurando lugares que tivessem nomes...hum...digamos...um pouco safadinhos. E para o meu pasmo, encontrou localidades com o nome de Boquete, Pica, Cagar e outras de igual calibre...
*
A matéria do cara ficou hilária. A gente chega a desconfiar de que aquilo é mentira. Foi quando o jornalista que há em mim resolveu conferir. Caí dentro da internet e...
Não é que os lugares existem mesmo!
*
Examinemos, pois, estas localidades tão singulares.
Boquete, por exemplo, fica no Panamá, na sua parte ocidental. Pelas fotos parece ser um lugar aprazível. É uma área montanhosa (1.200 metros acima do mar). Para hospedagem: o Isla Verde Suites, com diárias entre 60 e 80 dólares. (Veja foto)

Caso alguém esteja interessado em saber mais desta bela cidade, é só clicar aqui. O site tem som e aparece um tucano dançando e convidando você para “escape to Boquete”. Duvido que você não vai sentir vontade. Está estressado? Então vai nessa, que Boquete vai te relaxar. Mas cuidado com a culinária do lugar. Eles abusam da pimenta. Abusar em Boquete pode deixar você com a boca ardendo.
*
Prefere praia? Então vá a Bosta. Esta belíssima praia fica na Escócia, na ilha Grande Bernera. Se a praia é uma bosta? Bem, ela é mais limpa que o Piscinão de Ramos. Agora, no alto verão a temperatura da água de lá não ultrapassa os 13 graus. Quer conferir o lugar? Então clique aqui, aqui e aqui.
*
Se o seu caso é descansar em um lugar tranqüilo, então Cagar é a sua melhor escolha. Essa também fica na Escócia, que está se revelando um país de lugares mais que exóticos. Caso você queira passar suas férias lá, pode fazer o circuito Cagar-Bosta. De acordo com o site Geo-Edinburgh, este paradisíaco lugar é uma pequena colina, no distrito de Sutherland, com 377 metros de altura. A localização exata está aqui. O jornalista Yancovic afirma na matéria que quem se aventurar a ir até lá, deve levar jornais e revistas. Parece que Cagar é tranqüilo para ler.
*
Na Libéria, África, tem um lugar que honra o nome. É Foda. Fica num fim de mundo, está cercado pela miséria mais miserenta e ainda padece com uma guerra civil sem sentido. Pode ser que o seu lado humanista leve você a ter vontade de conhecer o lugar que é Foda. Se for este o seu caso, conheça as características de lá clicando aqui. A localização exata pode ser vista clicando aqui.
*
Se você é macho mesmo, então o seu caso é Bicha. Para ir até lá, só com muita testosterona. O lugar fica no Kosovo e foi palco do pega-pra-capar entre albaneses e sérvios, que lutaram para ficar com a Bicha. Ao lado, você vê uma foto do local.

Se quiser conferir informações sobre o lugar, o site é este e este aqui.
*
Se você gosta de esportes radicais, então o seu negócio é Pica. E ela está lá, te esperando no Chile, próximo ao deserto de Atacama. Dunas belíssimas (veja a foto ao lado)

confira só clicando aqui e aqui. Diz este site que para entrar em Pica é só pegar um desvio na autovia Carretera Panamericana, pouco depois de Pozo Almonte. Lá tem hotéis, restaurantes e pousadas. Só tenha cuidado com o sol do lugar. Quem abusa em Pica, acaba todo assado.
*
Tenho outra sugestão para o povo que gosta de emoções fortes: Bunda. Sentir o friozinho na espinha quando está nos picos de Bunda é o sonho de muita gente. Veja a foto do lugar.

Este belo panorama fica no sul da Austrália, leia maiores informações clicando aqui e aqui. Caso você decida por Bunda, tenha cuidado ao entrar no mar. Lá tem muitos tubarões que adorariam morder você numa parte macia localizada nas suas costas.
*
Não tenho certeza, mas acho que você vai gostar de Racha. Esta pequena ilha na Tailândia, pequena, quente e úmida é tudo o que você pediu a Deus. Entre no site do grande hotel que tem lá, o The Racha, que você vai ver como é bom gozar em Racha.
*
Quer entrar numa fria? Então Chupa. Fica na Carélia, no noroeste da Rússia. Se quiser escrever para lá, coloque no envelope “Chupa na Carélia”. Se o sujeito do Correio não achar que você está de sacanagem com ele a carta chega.
O lugar é bonitinho (foto ao lado)

Veja a localização de Chupa clicando aqui e lendo o texto de Ricardo Prego. Chupa e Prego parece que foram feitos um para o outro. Outro site onde você pode pegar informações é este aqui. Lá tem um festival de inverno onde fazem muitos bonecos de neve. Boneco e Chupa parece que também foram feitos um para o outro.
*
Mas se você quer conhecer um lugar de gente famosa, prefira Busseto. Fica na Itália e é a terra de Verdi, famoso autor de óperas. A Busseto de Verdi é pequena, mas é uma gracinha! Conheça esta bela comunidade clicando aqui. Tem várias fotos e explicações sobre o lugar e suas características. Merece ser vista, se você nunca viu Busseto na vida. Se você gosta de diversão, então Busseto é a sua cara!
*
É isso aí, moçada. A agência Antigas Ternuras Tur, leva você aonde você nunca pensou que iria. Faça as malas, atualize o passaporte, escolha o destino, boa viagem e vá com Deus!
M.S.

16 comentários:

Jade Prado disse...

Kkkkkkkkkkkk... Como eu ri muito, Marco! Post sensacional!! :D
Recebi a visita de dois amigos seus! A-do-rei! Obrigada pelas indicações. Estou gostando muito de adentrar nesse mundo bloguiano... Ah! To indo embora pra SSA hoje e a saudade ficando. Volto no não-sei-quando, mas volto! Manteremos contato! Beijo grande!

Jade Prado disse...

Ah! Esqueci de comentar! Presente belíssimo do seu amigo pro teu blog: tudo novo num ano novo, né?

Mut disse...

Hhhhhhhhhh... só não ri mais porque estou me preparando pra dormir... E bem , pra quem quiser alguma aventura diferente ou gosta de futebol , visite Pau Grande... :p

Um abraço!

Paulinho Patriota disse...

Grande Marco:

Este post foi um dos mais generosos que Você já redigiu (epa). Além do que,a gente vai descobrindo outras facetas de ti. Agora foi a de teu pródigo humor,que já desconfiava latente desde que me tornei compadre (na acepção de direito) do ANTIGAS TERNURAS sempre renovadas,que me provocou irreprimível gaitada!

Com assuntos assim tão atraentes,deitados por tua pena feiticeira,o que vos digita sempre pela madrugada nem carece do de praxe para enxotar seu imperfeito sono.

Nota: por aqui por perto,na Paraíba,Estado da grande Dira,existe uma cidade chamada Soledade,que não combina com uma urbe onde existem músicos em relativa abundância. E melodias sempre vão espantar a solitude...

Amigo,quem não ficará seduzido por tua cativância ímpar e plural?

Abraço.

PS: é preciso repetir que Você me apresenta sempre pessoas etéreas? Meu muito obrigado lá do perau do meu órgão bombardeante (um dia ele vai parar para a celebração da música que perdeu o som!)

Luiz Henrique Oliveira disse...

Minha nossa senhora. Imagina só um dia desses, minha familia em casa, descansando, e de repente falam:
- Quero ir pra Bosta!
Ou então:
- Em Boquete você tem um monte de coisa pra fazer...
Imagine só! Vou usar isso como pauta de uma crônica, que passo a escrever agora! Um abraço e até breve!

Marco Santos disse...

Querida Jade: Espero que você tenha feito uma ótima viagem. E a gente se fala por aqui. Nas suas próximas férias, se você não vier para o Rio aí tem ótimas sugestões.

Grande Mutante: O nativo de Pau Grande mais famoso foi garrincha, como se sabe. Disse o Ruy Castro, seu biógrafo que ele honrava a sua terra. Parece que o cara tinha 25 cm de anatomia...

Paulinho: Pois é. Eu aposto que nem todos de Soledade são solitários.
Fico feliz em saber que você adorou as minhas indicações. E sei que os meus indicados também te adoraram.

Luiz: Caso vocês para Bosta, não se esqueça de Cagar. Bosta sem Cagar não tem a menor graça. Me avise quando a sua crônica estiver publicada. Faço questão de lê-la!

Abração a todos!

Theo G. Alves disse...

marco, meu caro, volta divertidissima essa!!!

e pra mim, Bosta pode ser um lugar maravilhoso, mas ainda prefiro Foda... acho que é o clima...

grande abraço!!!

guilherme salviati disse...

Rapaz, deve-se acrescentar no título desse post a seguinte frase: `Feito para Rir!`. Adorei o post e devo confessar: eu te visito mas não comento, vou tratar de me ajeitar...

Grande Abraço,

Lena Gomes disse...

Olá, Doce Marco!!! Me escangalhei de rir, lendo esse post. E ainda não cliquei em nenhum link... Estou voltando de viagem, e já tenho um monte de lugares novos pra visitar, né??? E, puxa, eu ia sugerir Paugrande, q fica pertinho daqui, mas seu amigo se adiantou... pois é, o Garrincha era o ilustre, de lá.
Bem, estou de volta, e pretendo aparecer pra ler os demais posts. Por enquanto só li esse. Beijinhos.

Anônimo disse...

Claro que adorei o Paulinho (olha só a intimidade) e todas as indicações que me fez. Vc tem muito bom gosto. Tava com saudade. Mas estou em plena crise de tendinite que em mim já é crônica. Estou com o braço direito na tipóia e escrevendo apenas com o esquerdo. E quanto ao post, menino, como eu ri, pra gente ver como esse negócio de territorialidade e cultura pode mudar de um povo pro outro. Poxa vida. Me fez lembrar de um amigo pastor que foi para um país da África onde as mulheres da cidade (as que não eram prostitutas) andavam nuas da cintura pra cima. Ele ficou intrigado com isso. E como era o novo pastor da cidade, resolveu comprar tecido pra todas as mulheres da igreja. Queria todas elas "cobertas". Depois de providenciar blusas pra mulherada, quase apanhou delas. Foi chamado num canto e explicaram que naquele lugar, as apenas as prostitutas se vestiam da cintura pra cima, porque recebiam dinheiro pelo seu "trabalho" e assim, era facilmente indentificável quem era ou não prostituta...hehehe Ele teve que aceitar q a cultura deles era diferente que a nossa. Pobre homem, tinha que dar os sermões dele olhando pra um monte de mulher de peito de fora e com o rosto coberto por véus..rs

Ei, beijo pra tu.

Dira

claudia disse...

Você é ótimo.
Definitivamente esse blog está para lá de eclético, diversificado...adorei.
Tem uma no Mato Grosso, chamada : Papai Noel, juro...li hoje num caminhão em S.P.
Mas seu post...está adorável. Não conferi todas as cidades, mas vou com calma depois e te digo...qual mais gostei...rs..mas sei a que não gostei...
Bunda!!!
Me imaginei mordida por um tubaraozão...rs
Não, essa nem pensar
Beijo coração.

Ahhhhh!!! ops...ia esquecendo.
Pensa que não sei que foi vc...que indicou meu blog...rs...
só pode...
Beijo de novo...

Marco Santos disse...

Grande Theo! Que prazer tê-lo por aqui. Rapaz, eu estou comprando uma passagem para um vizinho vascaíno que eu tenho. Quero mandar ele pra Pica. Ele vai adorar, eu sei. Obrigado pela visita e um forte abraço!

Guilherme: Fico muitíssimo feliz em saber que você me lê. E mais ainda por ter gostado deste post. Valeu, um abração!

Doce Helena is back! Puxa, que legal! Aguardamos um minucioso relato de suas aventuras catarinenses, é claro.
Parece que a moçada gosta de Pau Grande... Eu não a incluí no post por ser meio óbvia. Um beijo!

Bela Dira: Está dodoizinha? Tadinha... Estávamos mesmo sentindo a sua falta.
Quanto a sua história, a diversidade cultural sempre dá "causos" muito engraçados. Você já imaginou contar para os habitantes destas localidades citadas no meu texto o que elas significam em português? E quantas de nossas palavras têm significado engraçado em outras línguas? Eu fico imaginando, por exemplo, um africano fazendo um post, caindo na gargalhada com o nome da cidade de Xique-Xique...
Um beijo. E melhoras!

Claudinha: Você está certíssima em proteger a sua anatomia de tubarões tarados. Cidade Papai Noel? Pronto, as crianças já tem para onde endereçar as cartas no Natal... Ré! Ré! Ré!...
(Assoviando e olhando pra cima) Eu? Indiquei o seu blog?...Fiuíííí...Fiuíííí...
Um beijo, meu anjo.

Ostra Nervosa disse...

Marcus!!!

kKKKKKkkkkkkkk...adorei!!!
Ri muito!!!
Vou linkar no meu proximo post...
Beijos

lúcio disse...

No Pará e Tocantins, temos as localidades nominadas "Tailândia","Cachorro de Cóca" (o certo é "de cócoras", mas falando sai assim) e "Cacete Armado".

Marco Santos disse...

Ostrinha do meu coração: De onde você tirou esse "Marcus"???
O meu nome é Marco. No singular, meu bem.
Que bom que você gostou. E ainda vai dar link? Beleza! Obrigado, querida!

Lúcio: Eu só coloquei alguns dos nomes mais esdrúxulos. Tem mais...
Agora, eu nunca visitaria um lugar chamado Cacête Armado. Esse é pior que Pau Grande...

Anônimo disse...

Marco...

Adorei esse tur. Dei uma paradinha na Pica, tinha minha cara. Ano que vem vou à Bunda, o clima é bem tropical...rsrsrs

Seu blog, é um dos melhores que tenho visitado..

Beijos

Soninha