terça-feira, janeiro 20, 2009

Trilha sonora da minha juventude


Ontem, dia 19 de janeiro, fui ao show do Elton John, na Praça da Apoteose, no Rio de Janeiro. Eu tenho o hábito de comparecer a grandes shows, já vi vários aqui na minha cidade. O último tinha sido o da Madonna, no Maracanã. Não que eu seja um fã dela, na verdade não o sou. Mas quis ver as novidades em termos de tecnologia de entretenimento e neste aspecto vi coisas assombrosas. Mas a cantora rainha do pop já se foi e levou com ela o jovem modelo brasileiro Jesus Luz. Aliás, não sei porquê de tanto escarcéu. Madonna pegar o Menino Jesus, na época do Natal, é a coisa mais normal do mundo...
*

Falemos de Sir Reginald Dwight, ou melhor, de Elton John, uma outra “rainha do pop”. Foi um showzaço! Desde que o cara entrou no palco com uma casaca de pingüim, com uma caricatura dele nas costas pilotando um foguete (o nome da turnê é “Rocket Man”...) bordada em paetê e vidrilhos brilhantes, deu um show de simpatia. Ele cantou várias músicas do tempo das minhas antigas ternuras. Foi quando eu percebi que boa parte de meus tempos de jovenzinho teve como trilha sonora as canções do Elton. Nos bailinhos da casa do Jurandir (de que eu tanto já falei aqui), tocava muito “Crocodile rock”, “Your song” (a música dele que mais gosto), “Daniel”, “Skyline Pigeon”, “Goodbye Yellow Brick Road”, por exemplo. E ele tocou todas estas, para delírio da platéia com mais de trinta e dez anos (que é, arram, arram... digamos, o meu caso).
*
Eu levei a minha câmera e gravei duas canções do show: “Crocodile Rock” e “Your Song”. Claro que não ficou nenhuma maravilha. Mas se vocês tiverem curiosidade de ver, cliquem aqui e aqui.
*

Lá estávamos eu e meu amigo Claudio (assinalados na seta) de tantos anos, ambos fascinados com a disposição daquele senhor de 62 anos que cantava e tocava um senhor piano, como um virtuose, por quase duas horas e meia. E isso acompanhado por uma banda super-competente, onde um guitarrista dava uma verdadeiro show a parte. A platéia cantava junto com Elton boa parte das músicas, numa animação que fez o velho piano player nos elogiar como uma “fantastic audience”.
*

No telão de fundo, nada da tecnologia de ficção científica do show da Madonna. Era um telão apenas funcional. Mas suficiente. A gente queria mesmo era cantar “Rocket Man”, “Candle in the Wind”, “Tiny Dancer”, “Saturday night is all right for fighting”, “Sacrifice”, Don’t let the sun go down on me”, “Bennie and the jets”, “Philadelphia Freedom” e quantas ele mandasse lá do palco.
*
Na platéia, nenhuma confusão, nem empurra-empurra, nada de errado. Aquele bando de grisalhos não estava ali para bagunçar, só para relembrar belas canções. E eu me lembrei dos discos dele que tenho, alguns em compacto simples (alguém aí não sabe o que é isso?). O meu compacto de “Bennie and the jets”, por exemplo, eu comprei na Casa Palermo, que já não existe mais desde a Guerra de Tróia. Outras músicas do Elton eu tenho em trocentos discos de trilhas de novela do tempo da TV a lenha. Naquela época, não tinha uma novela sem canção de Elton John na trilha sonora.
*

Este show entrou para a minha galeria de melhores assistidos por mim ao vivo e em cores, onde já estão os do The Police, Rick Wakerman, Stevie Wonder, Burt Bacharach, James Taylor, George Benson, Ray Charles, Sting, Frank Sinatra e, o melhor dos melhores, Paul McCartney.
*
Elton John esteve aqui no Brasil há 14 anos atrás, fazendo um show no Templo Sagrado do Futebol Universal, também conhecido como campo do Clube de Regatas do Flamengo. Naquele eu não fui. Mas se ele voltar por aqui (espero que não leve outros 14 anos...), estarei lá, na platéia, gritando a plenos pulmões: “I hope you don't mind, I hope you don’t mind, that I put down in words/How wonderful life is while you're in the world...”
M.S.
***********************************************

Hoje, dia 20 de janeiro de 2009, é dia da posse de Barack Obama como 44º presidente dos EUA. Se nós podemos esperar novos tempos, novas formas de ver o mundo, com mais respeito pelo ser humano? Yes, we can. Eu, pelo menos, espero...
***********************************************
Na TV Antigas Ternuras, você vê Elton John tocando e cantando “Your Song”, sua música de que mais gosto (este clip não é do show dele no Rio).

24 comentários:

Moacy Cirne disse...

Pois é, meu caro, veja só como são as coisas (é possível que a nossa difereça de idade explique um pouco isso): só agora, lendo a sua postagem, lembrei-me que Elton John esteve aqui, no Rio. Nunca me liguei na música dele (começou a fazer sucesso nos 60 ou 70?), minhas preocupações eram outras, embora admirasse os Beatles e os RS. Com uma certa moderação, é verdade. Mas gostei de ler sobre o seu entusiasmo. Só não sabia que o campo do Flamengo era o Templo Sagrado do Futebol Universal; para mim esse título pertencia - e pertence - ao nosso querido Maracanã. Um abraço.

Márcia(clarinha) disse...

Melhor do que o show só mesmo a sua resenha sobre ele, genial, coisa de fã inteligente e sagaz como meu amigopratodavida.
Vi pela TV o de sampa, gostei, e sem duvida muito mais do que o de Madona, de quem não sou fã.
Sobre a foto assinalada eu logo reparei que era você, reconheci o sorrisão, rsss ;)
Obama, que Deus o ilumine, amém!
lindos dias amigopratodavida
beijos

_Maga disse...

Fiquei sabendo só por cima que o nosso dignissimo Sir viria para cá, mas com certeza uma descrição tua supera em muito qualquer coisa que veria no Fantáchato ou no Jornal Nachatonal. Delicia! Um abraço

guiga disse...

Eu ADORO Elton John!!! E, tal como tu, ADORO, VENERO, a música "YOur Song". É linda, linda, linda.. Fico de lágrima no olho sempre que a oiço!

Ai que inveja, queria tanto assistir a um concerto desse senhor, dessa ALMA da música!
Quem sabe um dia!

E tal como tu, também espero que o Obama seja realmente uma pessoa esclarecida, que seja diferente, que promova a mudança, a solidariedade... Que ajude a criar um mundo diferente.
É ser muito exigente, não é? Ele não pode carregar o mundo nas costas!
Mas enfim, temos sempre tendência em nos apoiarmos em alguém, em algo.

Seja o que Deus quiser!

Quanto ao rojões... Já expliquei o que são, lá no meu blog, em resposta ao teu comentário.
Vai lá ver!
Beijos *.*

Francisco Sobreira disse...

Caro Marco,
Feito o nosso amigo Moacy, nunca fui ligado à turma do rock, com exceção dos Beatles. Para mim, que não curto Elton John, o que valeu foi ler o seu texto, como sempre atraente. E vamos ter esperança em Obama. Na pior hipótese, ele será melhor do que Bush, que já saiu tarde e atrasado. Um abraço.

Cláudia disse...

eu digo que é musica de saudade, presente e futuro.
um beijo querido

Fernanda disse...

Eu vi o show dele pela TV! Não gostei muito não! Achei que faltaram muitas músicas lindas dele!

Beijinhos

luluonthesky disse...

Se o show pela tv foi lindo imagino sua emoçâo ao vivo.
Big Beijos

Rogério Felício disse...

O show foi perfeitO!!!

Samara Angel disse...

oie meu querido Marco,realmente tocar piano como ele é imcomparavel,infelizmente nao moro na cidade maravilhosa ,mas vc é especialista em descrever as coisas que assisti em pensamento,te adoro,deixo meu carinho e uma semana iluminada,bjss

luzdeluma disse...

Elton John e David Bowie são dois monstros que aprendi a respeitar. Vou te contar um segredinho: estou inscrita no fã clube deles. Ah, e leio blogue do David Bowie todos os dias!! Vou passar o seu link para uma amiga que está encenando uma peça do Domingos Oliveira, tá? Boa semana! Beijus

Dora disse...

Oi, moço! Sempre com notícias "up to date"...rs Sir Elton John embalou minha juventude. Minha canção preferida sempre foi "Skyline Pigeon". Sei a letra inteira e a canto até hoje, a plenos pulmões...rs
Quanto a Obama, assisti à posse dele inteira, e foi um colírio para os olhos, ver a multidão em Washington, naquele dia gelado, aplaudindo emocionadamente o primeiro presidente negro dos EUA.
Temos todos a maior esperança nele. Como um líder que veio para trazer transformações positivas para sua nação e...para o planeta!!!
Até mais, amigo!
Beijão!
Dora

Claudinha ੴ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Claudinha ੴ disse...

Olá Marco!
Ah, Elton John! Que inveja de você! Eu assisti o show de sampa pela tv. Mas se fosse lá, sinceramente, não conseguiria ver nada, rsrs. Faltaria altura! Minhas preferidas são Your Song e Skyline Pigeon (sendo que esta última eu gosto, apesar da tradução ter sido uma decepção pra mim na adolescência). Que bom que você compartilha estas suas ternuras!
Sobre Obama, eu não consigo deixar de relacionar aquela imagem antiga: "I have a dream", King discursando e um sonho que aconteceu cinquenta anos depois, praticamente... ..."Eu tenho um sonho de que meus quatro filhinhos, um dia, viverão numa nação onde não serão julgados pela cor de sua pele e sim pelo conteúdo de seu caráter..."
Tomara que ele consiga consertar um pouco do que o louco do Bush fez!E que não nos decepcione!
Adorei o post!
Beijo!

maristela disse...

Marco, eu tenho saudades dos tempos em que havia muito mais show nesta minha cidade aqui. Vi tanta coisa boa, até o Barishnikhov (ih, nem lembro se é assim que se escreve e tô com preguiça de procurar) e Steve Wonder com Gilberto Gil. E um do Chico com toda a MPB, anos 70, no estádio do Inter. Ih, você me deixou nostálgica.
bkj

Tom disse...

Rapáááááááá...
1) Ah, eu queria ter ido ao show do Elthon... buáááá
2) Cê teve coragem de perder dinheiro com a Madonna? nha...
3) Aguardemos a novela "Obama no Poder"... na falta de Flora...

Zeca disse...

Marco,
mesmo morando no meio do caminho entre São Paulo e Rio, o péssimo vício que tenho de trabalhar não me permitiu viajar para vê-lo ao vivo cantando músicas que embalaram praticamente toda a minha vida. Mas ví pela TV e gostei. Imagino se tivesse visto ao vivo, como você! Entendo seu entusiasmo.
E que Obama seja muitíssimo bem vindo e não decepcione à grande maioria da população mundial que vê nele a esperança de dias melhores, menos injustiças e mais paz neste sofrido planeta.

Grande abraço.

adelaide amorim disse...

Assisti a parte do show do EJ lá em São Pedro da Aldeia, comendo pizza (ótima, do Gilberto da pousada Pontal da Praia, passa lá e prova). Te confesso que a posse do Obama me interessou mais que o show do moço. Será que nossas esperanças têm algum fundamento? Ou será que Obama vai passar a perna na gente? Até prova em contrário, acredito nele.
Beijo!

DO disse...

Poxa,Marco,que legal!!

Senti-me como se estivesse assistindo ao show. Gosto mais dele do que da Madonna. Quem sabe num futuro proximo eu não me anime a ir.
Grande abraço!!

Joias da Família disse...

Adoooro Elton John...
Talento é talento a qualquer tempo.
Devo dizer, Marco, que ele fez parte da trilha sonora da minha segunda infância, aquela entre a primeira e a adolescência, he he he...

Saramar disse...

Ai, Marco, que inveja danada!
Sou apaixonada pelo Elton John. E a sua descrição do show encheu meus olhos de brilho.
Obrigada.

beijos

Mimi disse...

Yes, we can. But would we?

Ternurinha, meu encantado e encantador amigo, não fui ao show, mas vi na tv.
ultimamente minhas coisas prediletas só consigo ver assim, em poucas polegadas.

Beijos imensos de saudade.

(sabia que existe uma chance mui remota de eu ir ao Rio???)

garotabossanova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sdena disse...

Olá Marco!
Achei seu blog pelo google. Isso foi em 2006. Desde então, acompanho e tenho q parabenizá-lo. Sempre é bom ler seu ponto de vista. Pelo seu, sempre entrava em outro: eu não sei trigonometria, que tb adorava. Sempre dava boas risadas com os post´s. Passei uns meses sem acessar os dois, porém agora estou de volta (rs). Mas, o "eu não sei trigonometria" eu não posso mais, só se me cadastrarem com um mail... enfim, Gostaria de parabenizar vcs dois. E saber se tem como me cadastrar para ler o outro também.
Obrigada
Sdena