terça-feira, janeiro 06, 2009

Melhores e piores de 2008


Estamos de volta nesse 2009 que está prometendo ser um ano daqueles que a gente vai fazer questão de esquecer.
E, como temos feito desde 2006, é hora da gente fazer um balanço do que houve de melhor e pior na telinha e na telona. Senhoras e senhores: eis que chega a hora de dar nossos famosíssimos prêmios PIPOCA FUMEGANTE e REFRIGERANTE SEM GÁS E SEM GELO para programas e filmes que eu assisti ao longo do ano que passou.
*

Mas antes, quero deixar bem claro que o que apresentarei aqui representa a minha opinião pessoal. Se eu digo que um filme é bom ou que é péssimo não significa dizer que ele seja definitivamente ótimo ou definitivamente ruim. Eu os vi assim. É como as críticas que lemos nos jornais e revistas: expressam somente a opinião de quem assistiu e escreveu sobre o que viu. Eu ainda tenho o atenuante de poupar os leitores da arrogância dos críticos de cinema que infestam os nossos jornais. Dou-lhes um conselho: nunca se guiem pela opinião de um crítico de cinema!
Provavelmente cada um de vocês terá a sua lista particular de melhores e piores. É ótimo que tenham! Os críticos também tem as deles! Quase nunca concordamos. E eu acho saudável. Uma obra de arte bate nas pessoas de forma diferenciada por n motivos. Eu gosto de fazer minhas listas e aqui vai uma delas.
*
Desde a primeira edição destes prêmios que criei, eu indico as produções de TV aberta e por assinatura, e mais os filmes nacionais e estrangeiros que me agradaram ou que me desagradaram profundamente. Neste ano, vou fazer algumas modificações.
*
Não dá para eu atribuir prêmio de melhor ou pior para programas de TV aberta, por exemplo. Eu praticamente não vejo mais TV aberta, só consigo assistir aos telejornais e a um ou outro programa. Nem jogo do meu amado Mengão eu consigo ver pela Globo (Galvão Bueno... Argh! Puá!). Por conta disso, seria injusto dar prêmio de melhor ou pior se eu não vejo mais a programação aberta. Mas, para não passar em branco, vou atribuir uma menção honrosa a um programa da TV aberta:

“Arte com Sergio Britto”, que passa na TV Brasil (antiga TV Educativa), às terças-feiras, a partir das 22h.
Sergio consegue fazer um programa onde apresenta peças, filmes, livros, obras de arte em geral com muita inteligência e sensibilidade. Portanto... Merece o Prêmio Pipoca Fumegante em Menção Especial.
*
Também não vou escolher o pior da TV por assinatura, pois o pouco tempo que eu dou à televisão é dedicado aos meus programas favoritos, não fico vendo besteira. Daí, passemos logo ao Prêmio Pipoca Fumegante 2008 para a produção que considero merecedora.
*
Entre os muitos seriados que acompanho, alguns se destacaram no ano, como “Two and a half man”, “The big bang theory”, “Pushing Daisies”, “Lost” entre outros. Mas o troféu PIPOCA FUMEGANTE DE MELHOR PROGRAMA DA TV POR ASSINATURA vai para...
Supernatural”, do Warner Channel (a nova temporada passa aos domingos, às 21 horas).

Esta série trata das aventuras dos irmãos Sam e Dean Winchester, em sua cruzada contra demônios e criaturas malignas. Esta quarta temporada (veja o mini-trailler com 21 segundos de duração) promete ser eletrizante: vai ter guerra entre anjos e demônios, com os irmãos Winchester no meio, para impedir que Lilith (uma capetaça!) quebre 66 selos e liberte Lúcifer. E aí? Deu água na boca para assistir?
*

Passemos agora ao cinema. Desde 2007, resolvi fichar todo filme que vejo no cinema. Já devia ter feito isso antes. Já pensou se eu já tivesse catalogado todos os filmes que vi no cinema? Acho que teria passado dos quatro mil...
No ano retrasado, assisti a 99 filmes. Em 2008, vi exatos... 113 filmes no cinema (não conto os que vi na TV ou no DVD). Não sei se é o meu recorde, visto que só recentemente resolvi contá-los. Mas em média deve ser por aí, eu vejo uns 100 filmes por ano.
*
Entre estes 113 filmes, a grande maioria foi de americanos (61%, mesmo percentual de 2007, aliás, curiosamente mantive os percentuais do ano anterior para produções de outras nacionalidades, incluindo Brasil). Mas ainda assim, vi filmes brasileiros, ingleses, italianos, franceses, holandeses, romenos, poloneses, portugueses, espanhóis, chineses, irlandeses, canadenses até um de Israel e outro da Indonésia!
*

Dos filmes que assisti, nove receberam a minha classificação de “Ruim” e nenhum era brasileiro (que bom!). Destes, na minha opinião, são merecedores do PRÊMIO REFRIGERANTE SEM GÁS E SEM GELO, produções pífias como “Speed Racer”, “Indiana Jones e a Caveira de Cristal”, “Sex in the City” e “Mamma Mia”, por exemplo. Mas a pior bagaceira das telas de 2008 foi...
Fim dos Tempos” (EUA, 2008, de M. Night Shyamalan).
Que filme ridículo! Esse rapaz, o Shyamalan, perdeu a mão para dirigir, infelizmente. Depois de filmes instigantes como “O Sexto Sentido” e “A Vila”, ele só tem feito “bombas”. E esse foi o pior de 2008, superando aquelas xaropadas que citei antes. Portanto... este é o grande vencedor (?) na categoria dos piores do ano passado.
*
Agora, esqueçamos estas bostas filmadas e passemos aos melhores.
Na categoria Melhor Filme Brasileiro que vi em 2008, meus indicados são: “Santiago” (lançado em 2007, mas só o vi no ano passado), “Ensaio sobre a cegueira”, “Estômago” e “O Mistério do Samba”. E o escolhido é...
Olha, deu empate. Não tive como não escolher “Estômago” e “O Mistério do Samba”. Ambos são os vencedores do PRÊMIO PIPOCA FUMEGANTE para Filmes Brasileiros!
*

O primeiro foi dirigido por Marcos Jorge e trata da história de Raimundo Nonato, que vem da Paraíba para tentar a sorte em São Paulo e acaba trabalhando na cozinha de um botequim, de onde sai para um fino restaurante italiano e de lá para o presídio (o porquê, só vendo o filme, mas sinta a prova neste trailler). Os atores João Miguel, Fabíula Nascimento, Babu Santana, Paulo Miklos entre outros dão um show de bola. Por mim, seria o indicado para concorrer ao Oscar, no lugar do “Última Parada 174”, que não é mau, mas certamente é inferior a este. “Estômago” já ganhou prêmio que só a peste. E vai ser refilmado nos EUA.

O outro vencedor é um maravilhoso documentário sobre a Velha Guarda da Portela, com histórias fascinantes, depoimentos fantásticos e músicas sublimes. Um golaço da dupla Carolina Jabor e Lula Buarque de Holanda. Deem só uma olhada no trailler. Dá para sentir o cheiro da feijoada da Tia Doca...
*
Na categoria Melhor Filme Estrangeiro, também tive enorme dificuldade para decidir entre os nove que avaliei como “Excelentes”. O destaque vai para “Longe Dela”, “Batman – O Cavaleiro das Trevas” e “Katyn”. Mas novamente, tive que escolher entre dois como os melhores. Ficou para “Gesto Obsceno” e “O Menino do Pijama Listrado”.

O primeiro é uma produção de Israel que eu assisti no Festival de Cinema do Rio. Vejam só o resumo da história que está na minha ficha: “Um homem para o carro no meio da rua para sua mulher entrar com as compras. Um motorista atrás buzina com insistência e a mulher faz um gesto obsceno. A partir dali a vida de todos envolvidos mudaria completamente”.
Mas mudou mesmo! Acontece que o tal motorista para quem a mulher mostrou o dedo era um gângster com ligações na polícia de Tel Aviv. Quando ele viu a dedada, arrancou com o carro e saiu levando a porta do outro. Mesmo aconselhado a esquecer o assunto, o cara quis levar às últimas conseqüências e isso fez o filme ficar absolutamente eletrizante. Acabou o filme e a platéia aplaudiu! (consegui o trailler)
*

O segundo filme, uma produção inglesa, eu também vi no Festival de Cinema do Rio, mas está passando atualmente nos cinemas do Rio e São Paulo. Eis o resumo: “Menino filho de um oficial nazista segue com a família de Berlim para o interior, onde o pai comandará um campo de concentração de judeus. Lá, o garoto faz amizade com um menino prisioneiro, que para ele usa um estranho pijama listrado, e essa amizade certamente terá um desfecho trágico.
Eu gostei muito deste filme. E o mais curioso: eu o assisti no dia 9 de outubro. No dia seguinte recebi uma ligação telefônica me chamando para entrar no elenco da peça “Anne Frank – O Musical”, que também tem uma temática de perseguição nazista a judeus.
O filme é excelente, podem vê-lo com minhas recomendações. Não vou me admirar se ele pegar alguma indicação para o Oscar.
M.S.
***********************************************
Na TV Antigas Ternuras você vê vários traillers de filmes que receberam o prêmio Pipoca Fumegante 2008.

18 comentários:

Moacy Cirne disse...

Meu caro, listas como as de uma pessoa como você sempre merecem o nosso respeito, concordemos ou não com elas. Dos filmes citados em sua postagem, gosto especialmente de "O estômago". Mas não vi alguns deles (a minha atual média nos cinemas & centros culturais oscila entre 60 e 80 obras), em particular aqueles considerados "ruins" por você. A minha relação foi publicada no dia 20 de dezembro, já se encontra nas "postagens mais antigas". Quanto à questão de Israel, levantada no seu comentário no Balaio, em princípio concordo com você; não tenho a menor simpatia pelo Hamas, mas é preciso ver como era e é a situação concreta dos palestinos na Faixa de Gaza. Enfim, tudo é muito lamentável. Um grande abraço.

DO disse...

Fiquei verdadeiramente impressionado com a quantidade de filmes que vc assiste por ano,MARCO.Isto dá dois por semana!!!

Parabéns,viu!!

Tirei o chapéu pra vc,rss

Abração!

guiga disse...

Em primeiro lugar, BOM ANO NOVO!
Que seja um ano cheio de boas concretizações! Tu mereces! :D

Em segundo lugar, adorei as dicas!
Desses dois filmes estrangeiros não ouvi falar. Mas fiquei empolgada!

Quanto ao ensaio sobre a cegueira, não vi o filme, mas já li o livro há muito tempo. Lê, recomendo! Aliás, eu recomendo sempre Saramago, adoro! Claro que o meu predilecto é Eça de Queirós. Sem falar em Pessoa...
Mas eles não são ciumentos, convivemos bem! looool

Tudo de bom amigo!
Um beijo!
*.*

Francisco Sobreira disse...

Caro Marco,
Não vi nenhum dos filmes citados por você. Alguns podem ter passado em Natal (Ensaio Sobre a Cegueira, tenho certeza), mas resolvi não mais frequentar cinema de shopping, e em Natal os cinemas de rua desapareceram. Então, só vejo filmes em DVD ou na tevê paga. Um abraço.

Dilberto disse...

Meu caro primo: não poderia estar de fora da premiação mais interessante da blogosfera, que é a Pipoca Fumegante! Vamos às minhas impressões: em primeiro, concordo com o que disse o Moacy e acrescentaria o fato de que nem sempre o que um crítico diz é mera "opinião pessoal": claro que o que diz cada um leva sua marca, mas muitos bons críticos tem conhecimento e objetividade para observar melhor um filme... Enfim, concordo com você em muitos pontos (acho que fui o único que gostei de "Fim dos Dias", ré, ré - mas elegi como "Bomba do Ano" um citado por ti, a Caveira de Burro do Indiana...), especialmente quanto às séries, mas acho que o ano de 2008 foi mesmo de Pushing Daisies! No Cinema, nos Morcegos, lembrei outros filmes - infelizmente, como vivo em São Luís do Maranhão, estou bem longe do bom Cinema que chega até aí ao Sudeste! "Estômago", por exemplo, não foi exibido aqui até hoje, por isso só pude avaliar entre 3 boas produções nacionais: "Última Parada 174", "Romance" e "Linha de Passe", e fiquei com a bela poesia seca deste último! O resto é conferir nos Morcegos, amigão! No mais, feliz 2009 para o grande e inveterado rato dos cinemas Marco! Abração!

Sandra Leite disse...

Marco

feliz 2009!

2008 não fui ao cinema tanto e quando vi mais de 100 filmes..li e reli...rs. Foi um ano de livros, ano da escrita. Esse ano quero diversificar, afinal a arte é múltipla e os olhares são vários.

Saudades dos seus textos!

beijos

Zeca disse...

Bons tempos quando ainda morava em São Paulo e podia assistir a praticamente todos os lançamentos! Mas não me queixo, a falta de cinema é compensada com o paraíso que tenho à minha volta.
Não preciso dizer que não conheço os filmes comentados. Mas digo que estarão devidamente anotados, como referência, para quando estiverem disponíveis em dvd.

Grande abraço.

Julio Cesar Corrêa disse...

Que fôlego! Já fui mais ao cinema. Hj em dia poucos são os filmes que me tiram de casa. A maioria tenho assistido na tv a cabo mesmo. Aliás nem vou concordar ou discordar com a sua lista pq 2008 foi um ano meio alienado em relação ao cinema/tv e teatro. Farei uma lista dos melhores tb. Aguarde!
abração

Claudinha ੴ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Claudinha ੴ disse...

Olá Marco!
Certamente esta lista tem seu peso como indicação de boa diversão, mas é como você mesmo disse, cada um tem o seu ponto de vista. Eu gostaria muito de ter visto este do Menino do pijama listrado. Vi a indicação na Veja e o assunto me interessou. Um drama que nos faz pensar bastante.
Infelizmente, não posso comentar minha lista. Vi pouco tv , por conta de estudo e trabalho e aqui não tem mais cinema.
Dicas anotadas.
Beijo.

Mimi disse...

Oi Marco meu querido!

Minha internet não anda lá muito católica, então serei breve.

Amigo, muitas saudades de você e assumidamente estou com inveja (aquela boa, tá?) de vc! Ai, eu não arranjo tempo de ver filmes, e eu gosto taaaannnto!

gostei dos vencedores, mas confesso que não vi a maioria, nem dos piores.

um beijo imenso, do tamanho das minhas saudades

garotabossanova disse...

Ah moço eu adorei a sua lista,apesar de não conhecer tudo o que vc indicou,eu nem tenho tv fechada,mas enfim,vou continuar por aqui,te lendo e me deliciando com as suas antigas,atuais ou futuras, mas sempre ternuras.

luzdeluma disse...

Nooooooooosa!! eu nao assisto tanto em compensação leio horrores!! Marco, assistiu "Juventude"? Se não, assista! Estou louca atrás do texto. Boa semana! Beijus

Joias da Família disse...

Marco, há uns 20 anos, quando eu fazia faculdade de Comunicação, chegou para mim a informação de que "a TV brasileira transmitia programas equivalentes ao nível cultural, educacional e emocional de crianças de 11 anos"...
E hoje??? Atende à qual faixa etária? Não dá pra saber, não...
Na TV fechada eu adoro, além dessas atrações que vc citou, também os documentários históricos e científicos da History (O Universo, Cidades Ocultas etc), os programas de viagens da Travel & Living - Anthony Bordain e sua atitude rock'n'roll quanto à gastronomia; e Mil lugares para conhecer antes de morrer. abração!

adelaide amorim disse...

É difícil competir com espectadores como você, mas gosto muito de cinema e, dos filmes a que assisti, concordo com suas escolhas, em especial Estômago e Gesto Obsceno. Agora, que Última parada 174 perdeu a indicação o Oscar de filme estrangeiro, fico pensando se Estômago não teria conseguido (acho que sim).
Reeditei o Umbigo do SOnho em novo endereço
www.umbigodosonho.blogspot.com
mas a novela com o Movable Type não acabou.
Beijo e até breve.

Theo G. Alves disse...

rapaz, fiquei desapontado com Fim dos Tempos... não esperava algo tão absurdamente ruim do Shymalan... que pena, que pena.

abraço!

Theo G. Alves disse...

rapaz, fiquei desapontado com Fim dos Tempos... não esperava algo tão absurdamente ruim do Shymalan... que pena, que pena.

abraço!

isabella saes disse...

Querido, "O menino do pijama listrado" é um dos meus favoritos de 2008. Esse ano já vi dois muito bons: "A Troca" e "O Curioso caso de Benjamin Button". Vai ver e depois me fala! Beijos.