quinta-feira, outubro 30, 2008

Rio ao Deus dará


Pois é.
O Gabeira não ganhou e o Rio de Janeiro perdeu. Por míseros 50 mil votos.
Venceu um candidato que usou de antigas, velhíssimas e sórdidas práticas políticas, a saber: inundar a cidade de papéis, cartazes; fazer alianças até com Belzebu objetivando ganhar de qualquer jeito, custe o que custar; mentir descaradamente; ser cínico e difamar os adversários o quanto puder; fazer um bom caixa (2?); prometer o Céu e a Terra, entre outros absurdos. Evidentemente, este tipo de postura não engana quem é minimamente politizado e informado. Exatamente por conta disso, o prefeito eleito perdeu na Zona Sul e no Centro, empatou na Norte e literalmente ganhou a eleição na Zona Oeste, área mais populosa, desfavorecida economicamente e desinformada.
*

A lista de promessas que o indivíduo fez só não é maior do que a relação de coisas que ele não fará. Por ser aliado do governador, do presidente da República e do citado Belzebu, acha que pode tudo. Ele verá na carne que não é assim que a banda toca. E nós, população do Rio, ficaremos ao Deus dará.
*
Taí uma excelente oportunidade de reativarmos a seção “A origem de expressões de uso corrente”. Hoje esclareceremos de onde veio o
Ao Deus dará.
*
Sua significação costuma ser alguém ou alguma coisa em estado de penúria, abandonado, entregue à própria sorte, largado ao acaso, desamparado, sem rumo. A gênese da expressão começa no Gênesis. No capítulo 41, versículos 15 e 16, diz lá: “Este disse-lhe: “Tive um sonho que ninguém pode interpretar. Mas ouvi dizer de ti, que basta contar-te um sonho para que tu o expliques.- Não sou eu, respondeu José, mas é Deus quem dará ao Faraó uma explicação favorável”.
Ainda na Bíblia, na primeira carta de João, cap. 5, vers. 16-17, tem lá: “Se alguém souber que seu irmão comete um pecado que não o conduza à morte, reze e Deus lhe dará a vida; isto para aqueles que não pecam para a morte”.
*

Bem, aí já se tem de onde a expressão veio, mas o que lhe motivou o sentido mais tradicional foi o pão-durismo de alguns portugueses, isso em tempos anteriores ao Século 17. Quando esses sovinas saíam de uma igreja e encontravam algum pedinte de mão estendida esperando o ajutório, suplicando: “Uma esmola pelo amor de Deus!”, diziam: “Deus dará!” e raspavam-se dali para não ter que abrir a mão de vaca. Por conta disso, passou-se a se dizer que quem andava pedindo esmola estava “ao Deus dará”.
*

Obviamente, esta desculpa de quem apaga luz com cascudo só para não abrir a mão veio para o Brasil. Muita gente a utilizava quando ouvia o “esmolinha pelo amor de Deus”. No Século 17, o comerciante pernambucano do Recife, chamado Manuel Álvares, adorava repetir a tal desculpa. De vez em quando, ele ajudava os soldados da Fazenda Real com alguns mantimentos. Isso quando ele estava de boa maré. Quando incorporava o Tio Patinhas, recebia os soldados e demais pedintes com o famoso “Deus dará!”. Falava tanto isso, que ganhou a expressão como apelido.
*
E você pensa que ele se importou com a alcunha que lhe pespegaram? Rá! Que nada! Gostou tanto que adotou a expressão como sobrenome e se transformou no Manuel Álvares Deus Dará. E mais: passou o epíteto ao filho, chamado Simão Álvares Deus Dará, que foi provedor-mor da Fazenda do Brasil”. Ainda hoje há, no Recife e em Pernambuco, a família Deusdará (acredite se quiser...).
*

Pois é. A população do Rio perde uma eleição como essa, com todas as falcatruas havidas e não punidas, e o que podemos fazer? Reclamar ao bispo? Ele vai falar: “Deus dará!” E a antiga Cidade Maravilhosa passará quatro anos ao Deus dará, comandada por gente cínica, que não vale o que o gato enterra. O prefeito eleito jogou pesado. Aliou-se a 13 partidos com o objetivo de vencer o Gabeira a qualquer custo. Mas essa vitória vai ter custo, ô se não vai... O PT do Rio gastou mais dinheiro ajudando o prefeito eleito no segundo turno (pagando a impressão de milhares de folhetos apócrifos contra o Gabeira, por exemplo...) do que com o próprio candidato no primeiro. Não me admira. Embora tenha quem se salve, o PT do Rio está repleto de gente da pior espécie, mafiosos, gente ligada às milícias... Meu Deus! Pior que ele, só o partido Democratas, o DEMO. Esse tem nas suas fileiras vereador que está preso em presídio de segurança máxima, pode isso? Na verdade, olha, salvam-se alguns políticos, sejam de que partido for. O resto...
*
Manipularam a mente dos pobres de cabeça e de dinheiro até dizer chega. Li no jornal que um eleitor não votaria no Gabeira por que ele iria plantar maconha nas praias do Rio. Quem soprou uma babaquice dessa no ouvido dele? Minha mãe ouviu de uma professora (????) que ela não votaria no Gabeira por que ele iria tirar o emprego das professoras e explicadoras. É mole uma coisa dessas?
M.S.
***********************************************
Na Rádio Antigas Ternuras, você ouve Caetano Veloso cantando, de Chico Buarque, “Partido Alto”. “...Diz que Deus dará... Não vou duvidar ó nêga!”

27 comentários:

maristela disse...

Mais uma vez, aprendo com você. Estou esperando, ansiosa, pelo livro saboroso em que você documentará todas estas pesquisas.
abraço cá do sul
ps: não esquente. Gabeira, esse velho raposo sem tanga de crochê, também não ia resolver. Mas o Rio sobrevive a tudo. Tem um Marco pra falar sobre ele.

Tina disse...

Oi Marco!

O Rio perdeu mesmo, com certeza. E agora vamos ver no que dará... (ou seria "Ao Deus dará?)

Eu sinto, gosto do Rio: cresci lá.

beijos querido e bom fim de semana,

Lulu on the Sky® disse...

Acredito que com o Gabeira o RJ ia ser melhor administrado.
Big Beijos

DO disse...

Infelizmente na politica estas coisas acontecem muito,MARCO. São as tais contra-informações visando ferrar o outro.
Lamento muito o "Deus dará" que a Cidade Maravilhosa está.Até me perguntei depois do resultado: mas será que o Rio só sabe eleger trastes??

Tem uma frase que vc colocou no post que quero reproduzir por la ,na semana que vem.

Te aviso.

Abraços e otimo fds!!

Evelize disse...

Olha que a na minha pequena Rio Negrinho, não foi diferente, o vencedor já começou descumprindo o plano de governo, isso que ele ainda nem assumiu. è uma pena mas o povo escolheu....Beijos e bom final de semana

Joias da Família disse...

Marco, cruelmente, em muitas localidades, a mediocridade ainda prevalece...

Moacy Cirne disse...

Pior aconteceu em Natal, meu caro: ganhou uma candidata, apadrinhada por José Agripino Rabo de Palha Maia, sem a menor qualificação política... Abraços.

Dora disse...

Uma pena! Uma pena! Eu tinha certeza de que o Gabeira ganharia...
E nesses quatro anos, talvez você esteja certo, o Rio ficará ao DEUS DARÁ... Como é que vai ficar, ó nego? rs
Mas, adorei saber a história da expressão e ainda que há sobrenomes com ela...
Marco, Marco! O Cristo, lá em cima, de braços abertos, vai ajudar.
Eu espero.
Beijão!
Dora

Claudinha disse...

Olá Marco!
Pois é, Deus é um cara gozador, adora brincadeira... Deus dará...E como é que vai ficar ?
Não sei, só sei que seu post é , mais uma vez, bastante bem elaborado e esclarecedor.
Enquanto isto, diz que Deus , diz que dá...
Um beijo.

Samara Angel disse...

oi Marco ,infelizmente politica é assim mesmo ,nao da pra acreditar mais né, te adoro viu ,vc é especial,desejo uma semana iluminada ,bjss

Sandra Leite disse...

Marco,

Não foi o Rio que perdeu. Foi o Brasil. Gabeira simbolizava a esperança da vitórida da ética sobre o oportunismo. Perdeu Gabeira? Não, ele venceu. Vencedor, mas não levou. Gabeira é ético. Apesar de ser eleitora em BH e morar em SP, apenas o Rio me despertou aquela alegria das "Diretas Já". Voltei a me entusiasmar por política. Perdeu Gabeira? Não, ele venceu.
O Rio, por pouco, muito pouco, nao tem um administrador à altura da cidade maravilhosa. Mais 4 anos. E assim caminha nossa democracia. E como é bom contar apenas 4.
E que Deus nos dê sabedoria em nosso dia-a-dia. Porque é lindo esse´país...e eu insisto em amá-lo.
Queria votar em Gabeira (se pudesse ir pro Rio, já estava). Me sentia mais brasileira escolhendo Gabeira a qualquer outro candidato. Mas Gabeira ganhou.

Adoro o RJ!

E que lindo ouvir Caetano cantando...

beijos

DO disse...

Tomei a liberdade de te citar hj por la,Marco.

Grande abraço!!

Márcia(clarinha) disse...

Pois é...
Gabeirei com convicção, perdemos nós, cariocas.
Agora definitivamente estamos ao Deus dará [só não sabemos o que]

lindo dia amigopratodavida
beijos

luzdeluma disse...

Pois é. Decepção. Ainda dizem que o eleitorado do Rio é politizado. Boa semana! Beijus

Lino disse...

É duro perder por tão pouco. Pior ainda sabendo que quem ganhou não era opção. Daqui de longe torci e muito pelo Gabeira.
Confesso que fiquei decepcionado com os eleitores do Rio, que não souberam escolher.

Dilberto disse...

"Eu voltei, agora pra ficar... Porque aqui, aqui é meu lugar"! Salve, grande primo! Desculpe-me por esta ausência um tanto forçada, mas acontece que andei um tanto desligado, como disseram, certa feita, Os Mutantes... Mas cá estou, botando a gostosa leitura daqui em dia (adorei sua vida de aventuras, com as quais me identifiquei, apesar da diferença de idade, e, vira, mexe, tem uma canção na minha mente também!) e concordo plenamente com você quanto às eleições do Rio: incrível como uma cidade maravilhosa descarta a chance de ter um representante realmente com a sua cara... Sigamos, meu amigo: numa hora dessas vai que o povo acerta?! Grande abraço e obrigado pelas carinhosas e fiéis visitas de sempre! Doravante, aparecerei sempre!

Garota Mascarada disse...

Olá,
sabe quando a gente encontra um link em um blog amigo e vai visitar?
pois é, voltando ao mundo dos blogs ando fazendo isso e ao chegar aqui, vinda do blog do ramsess, percebo que não sou a única, vc tb partilha de opiniões parecidas comigo no que tange a alianças na política carioca e brasileira.
Abraços.

guiga disse...

Por mais que o mundo avance, por mais informação que surge, o Homem continua estagnado, parece ter receio de tudo... É incrível! Há alturas em que parece que, em vez de evoluirmos, estamos a regredir!
*.*

Julio Cesar Corrêa disse...

O Rio não costuma ter mesmo sorte com prefeitos. O Gabeira também não era o candidato ideal. Acho que o Rio precisa de um choque de autoridade. Um novo Pereira Passos (Aquele do Bota-abaixo), talvez. E esse que venceu está muuuuuuuuuuuuuuito longe disso.
abração

Mimi disse...

Que triste, Ternurinha!!!
Eu daqui torcia pelo PV!

Mas você, sempre você, casou bem a expressão com a impressão.

beijos saudosos, (mui saudosos)

Gostaria de te encontrar mais vezes on-line!

Janaina Staciarini disse...

Eu cheguei a ver alguns dos panfletos. Torci muito pelo Gabeira. E realmente fico na dúvida se o povo é incoente; ingênuo ou burro mesmo.
Beijos, Marco.
Sempre bom vir aqui.

Saramar disse...

Marco, meu amigo, obrigada por esta aula sobre "deus dará". Jamais imaginei que a origem dela estava na própria bíblia.

Quanto à eleição no Rio, eu fico imaginando como pode uma pessoa ser tão desavergonhada quanto o prefeito eleito que já foi um crítico mordaz do líder e seus companheiros e depois vendeu-se a qualquer um que sustentasse sua imunda campanha.
Quem o respeitará? E como ele pode se dizer representante das pessoas honestas que são maioria nesta linda cidade?
Aliás, as práticas do indivíduo recém-eleito aí são em tudo semelhantes à maioria dos políticos.
O Brasil não tem representantes dignos do seu povo.

beijos
P.S. Já estou melhorando.

benechaves disse...

Pois é, amigo, também torcia pelo Gabeira. Mas, o Rio ficará ao 'deus dará' e ninguém sabe o que virá. Olha: a política é uma ciência séria.Mas, os políticos (a grande maioria) só querem se locupletar às custas do Poder. Aliás, já dizia um pensador:"O poder corrompe; e o poder absoluto corrompe absolutamente". É lamentável tudo isso. Não existe mais ideologia, e esse tal do PT só tem pelegos à cata de uma vida melhor para si. É como diz aquele velho ditado:'quem nunca comeu mel quando come se lambuza todinho'.
Acho que espelha a imagem de tais políticos, sejam de que partidos forem. A sigla serve apenas de um mero escudo.

Um abraço...

claudia disse...

querido
passando para deixar um beijo enorme...e se servir de consolo...por aqui tb...
nosso candidato vitorioso tem o mesmo perfil.
Um abraço e bem grandão

Zeca disse...

Pois é, meu amigo! Infelizmente é assim mesmo que a maioria dos políticos brasileiros ainda ganha as eleições. E pra nós, só nos resta mesmo fazer o papel do paciente daquele vídeo sobre o nefasto exame anual a que todos nós somos forçados a nos submeter... mas que tá engraçado,iso tá!!!

Abração.

Karla Deusdará disse...

Não sei se Deus Dará sensatez para a política, se a população deixará de fingir que não faz parte dela... Não só no Rio a população fica a Deus Dará, aqui em Brasília respiramos politica, abandono, descaso... a riqueza não é para todos, tudo muito mal distribuido a população espera realmente que Deus lhe dará mais conforto, mais comida, mais dignidade de ser cidadão na capital federal. Eu ainda tenho esperança de uma pontinha da útópica igualdade, até porque eu sou da família Deusdará de Brasília, Goiânia, Piauí, São Paulo...

Minhas Psicografias disse...

http://minhaspsicografias.blogspot.pt/2014/05/ao-deus-dara.html


Ao Deus dará

Quantos cuidados com o ouro
Deslevos com o vil metal
E desperdício de vida
Seja ela curta ou comprida

Bem faz o pobre de alma
Que sabe viver com calma
Vai trabalhando e ganhando
Do que ganha, vai gastando

Feliz porque crê em Deus
E sabe que não são seus
Os decretos da riqueza
Ou os decretos da pobreza

Tem a força dos seus braços
Para o livrar de embaraços
Aceita o que Deus lhe dá
É feliz. Anda...ao Deus dará