terça-feira, junho 03, 2008

Porque me ufano de meu país


Imagino que vocês já devem ter recebido pela internet aquele texto que fala, de forma muito bem humorada, de dez motivos para ser alemão, americano, sueco, inglês, francês, argentino, brasileiro... Tem uma outra variação que fala dos motivos para ser baiano, paulista, carioca etc. Mas quero falar um pouco sobre este das nacionalidades.
*

Entre as razões para ser alemão (melhores cervejas do mundo; maior número de ganhadores do Nobel, ou descendentes; estar no 1º mundo sem ser 'babaca' como os americanos; Volkswagen; Audi; Mercedes; dirigir a uma velocidade que em qualquer outro país daria cadeia; não ter que aprender alemão como segunda língua; achar joelho de porco uma delícia; poder ser um fumante inveterado sem ninguém notar que está pigarreando). Percebe-se que é uma lista masculina. Aliás, toda a lista é altamente machista. Mas eu destaco o item que fala de ser “primeiro mundo” sem precisar ser babaca como os americanos. Coisa curiosa. Vê-se que já vai longe os tempos em que o american way of life era o desejo de cada habitante do planeta, até daqueles que moravam por trás da Cortina de Ferro. A impressão que eu tenho é que só brasileiro dá valor à cultura americana hoje em dia.
*

E por falar nos ianques, veja o que a lista diz sobre as vantagens de ser sobrinho do Tio Sam: adorar 'música brasileira', como merengue, salsa e rumba; usar as roupas mais estranhas do mundo e ninguém ligar; poder tomar cerveja dizendo apenas 'Gimme a Bud'; saber que a capital do Brasil é Buenos Aires; poder estudar de graça em Yale, desde que saiba jogar futebol americano; ser texano, falar como caipira, se vestir como caipira, e se orgulhar de ser 'cowboy'; assistir novelas como qualquer brasileiro, mas chamá-las de soap opera; entender as regras do baseball e do futebol americano e se divertir com isso; achar que qualquer passeiozinho mixuruca foi 'terrific, cool, amazing, gorgeous'; não ter que fazer cursinho no Yazigi, CCAA ou Fisk pra navegar na Internet.
Para mim são dez razões para NÃO ser americano. Eu acho que ainda teria outras 100 razões para ser e não ser americano. E não concordo que eles acham os passeios internacionais amazing, cool e terrific. Com a arrogância que lhes é característica e a antipatia que eles vem despertando (só perdendo para os chineses no quesito “sai pra lá, seu merda”), imagino que eles consideram viajar pelo mundo algo como um porre de licor de ovo.
*

Os dez motivos para ser italiano são bem mais humorados (conhecer profundamente os mais bizarros formatos de massas; ficar mexendo com todas as mulheres que passam na rua; chamar o próprio carro de 'la mia macchina', mesmo sendo uma lata velha; ser pacífico: as últimas glórias militares aconteceram na Antigüidade; saber falar com as mãos; Ferrari; poder dizer 'amore mio' sem ter trabalhado em novela da Globo; Lamborghini; chamar futebol de 'calcio' e ainda assim ser tetracampeão do mundo; ter os melhores guarda-costas, bem ali na Sicília). Dizem que o italiano é o povo europeu mais parecido com o brasileiro. Bem, aí não sei se isso é vantagem ou não...
*

Na relação dos dez motivos para ser argentino, em cinco deles vê-se a palavra “nenhum”. O que é compreensível. Realmente, não vejo motivo em ser argentino hoje em dia. Como não vejo motivo sólido e vantajoso em ser botafoguense, por exemplo. Aliás, um povo muito estranho os torcedores do botafogo... Eles têm a menor torcida, poucos títulos, perdem na estatística dos confrontos diretos com todos os times grandes, foram considerados como entre os mais azarados do futebol, viraram fregueses e vices do Flamengo e ainda vivem contentes. Alguém aí sabe a graça de ser botafoguense?

Até deve ter, pois lançaram um livro intitulado “Piadas para sacanear botafoguense”. Mas eu estava falando dos argentinos, como os botafoguenses, outro povo pra lá de estranho. Tirando os cinco “nenhum”, os outros motivos para ser hermano são: achar que o vinho de Mendoza é melhor que o chileno; ser resultado do cruzamento de índio com italiano, mas pensar que é inglês; acreditar que são os melhores no futebol (na verdade, acreditar que são bons em tudo!); ser vizinho do Brasil; ter o maior orgulho dos sapatos nacionais, mesmo que não consigam mais comprá-los.
E eu nem sabia que os sapatos argentinos eram motivos de orgulho! Sempre imaginei que os calçados italianos é que eram dignos de serem sonhos de consumo...
*

Mas vamos às razões para ser brasileiro:
O melhor futebol do mundo; praias; caipirinha na praia; vatapá baiano, feijoada carioca, tutu de feijão mineiro, moqueca capixaba, virado à paulista, barreado e churrasco gaúcho, com uma caipirinha antes, para abrir os trabalhos; mulheres de biquíni, louras, morenas, ruivas, negras, orientais, mulatas; morar na América do Sul e não ter que falar espanhol; ter a mesma nacionalidade que Deus; ter um artilheiro de 42 anos que não cheira cocaína; ter a felicidade de não ter nascido na Argentina; aprender inglês sem saber o português.
*

Bem, claramente se vê que foi um homem que fez esta lista. E provavelmente carioca! Tenho certeza que acreanos, amazonenses, pernambucanos, baianos, mineiros, goianos, paulistas, gaúchos etc. teriam outras dez razões para serem brasileiros. Embora todos os nativos de nossa Pindorama têm de concordar com a décima razão: neste país, as pessoas aprendem inglês e não sabem falar português. Ou pelo menos gostam de se expressar na língua de Shakespeare e, digamos, se descuidam da língua de Camões. E o que é pior: acho que eles se orgulham disso.
*

Lanço aqui minhas dez razões para ser blogueiro:
- relembrar antigas ternuras
- conhecer gente que também gosta disso
- visitar e receber visitas de pessoas talentosíssimas que nos acrescentam muito
- ganhar selos e prêmios, mesmo não se achando com essa bola toda
- não ter que ler elogios a argentinos e botafoguenses
- não entender xongas de informática e sempre poder contar com a ajuda dos amigos
- poder sacanear vascaínos e não receber o troco, já que o time deles é uma bosta
- aprender sempre mais a cada post
- ler os comentários de amigos satisfeitos com nossos textos absolutamente despretensiosos
- estabelecer relações de profunda amizade com pessoas que você nunca viu na vida
*
E quais são as suas razões?
M.S.
************************************************
Na Rádio Antigas Ternuras, você ouve “País Tropical”, de e com Jorge Ben.

26 comentários:

maristela disse...

Marco. Não sei o que é melhor - o texto ou a seleção de cartazes que mostram a criatividade deste povo vítima não só dos estrangeirimos mas de uma educação sem educação mesmo. bj

Fazendo Terapia disse...

Nossa! Fiquei até sem palavras!

guiga disse...

Acrescento apenas uma razão às tantas que citaste: ter o prazer de escrever! Adoro!
E este teu post está fantástico, como sempre!
Realmente, longe vão os dias em que veneravamos os norte-americanos. Lembro-me bem de ser menina e de pensar como seria bom morar na america, ser americana, comer hamburguer e beber coca-cola. loool MAs adora, felizmente, graças aos meus pais que me deram possibilidade de estudar, pensar, ser alguém na vida, vejo que cada povo tem os seus defeitos, mas também têm maravilhosas virtudes. Assim, somos diferentes e iguais! :)
Boa semana! *.*

sandrinha disse...

Adorei! As imagens então... kkkk

Dilberto disse...

Eu ia fazer uma lista das dez razões para ler-se o Antigas Ternuras e dez razões para ser amigo do Marco, com essa criatividade textuall e visual... Mas fica aqui apenas uma NOTA DE REPÚDIO pelo desrespeito ao meu pendão cruzmaltino, cuja única bosta é insistir em certos cobradores de pênaltis aposentados, ao contrário de timinho que tá com o jogo ganho e perde em casa pra mexicano bobo... E tenho dito!

Dora disse...

Adorei seu post! Fico rindo o tempo todo...E o pessoal aqui perto quer saber o que estou lendo...rs
Eu posso, com licença, usar as suas razões para ser blogueiro, como se fossem minhas???? Eu achei ótimas!! Posso? Posso? Diga que sim! rs
Beijos, amigo!
Dora

Zeca disse...

Marco,

quando consigo tirar o sorriso dos lábios, que parece colado, desde o início da leitura, os olhos brilham por estar pensando ainda naquilo que lí. Então, o jeito é esquecer de tirar o sorriso da boca e deixar que os dedos batuquem sobre o teclado, tentando criar um som bem brasileiro... risos. Como não tenho cultura musical, acabam saindo letras e palavras que vão formando frases incapazes de deixar aquí, a admiração que tenho pela pessoa capaz de criar textos brilhantes como esses que sempre encontramos no Antigas Ternuras. Quer motivo maior pra gostar de ser blogueiro? Só aquí encontramos muito mais que dez!

Grande abraço, meu amigo!

Lulu on the Sky® disse...

Tem cada anuncio q não sei se choro ou dou risada viu.
Big Beijos

J.F. disse...

Marco,
Este é mais um daqueles posts que a gente não esquece. Sensacional! Tanto texto quanto as ilustrações. Quer mais uma boa razão de ser brasileiro? É poder rir muito assistindo às transmissões da TV Câmara e TV Senado. Só aqui temos esses canais cômicos. Abração.

Dominique disse...

Oi, Marco, vamos encerrar esta conversa senão não durmo hoje. rs...

Primeiro, eu não sei o que dizer sobre ser alemão ou americano. Pior ainda sobre ser argentino. Mas sinceramente, prefiro ser uma blogueira brasileira. rs...

E faça minhas as suas palavras. Jamais pensaria que encontraria pessoas tão interessantes e de mentes tão diversas na internet como encontrei ao criar meu blog. Assim, que as pessoas tenham o direito de escolherem ser o que quiserem, mas eu fico com o que escolhi. E se Deus é brasileiro, estamos bem seguros. rs...


Um abraço pra ti, Marco.


P.S.: O brasileiro é tão criativo que consegue reinventar as palavras de forma a satisfazer seus objetivos. É uma espécie de criatividade às avessas (como nas imagens do seu post), mas vamos considerar que comer joelho de porco, ser texano, falar com as mãos e achar que é o melhor futebol do mundo (atrás do Brasil) não fica nada a dever a esta criaitividade tupiniquim, não é?

'Té mais!

DO disse...

Adorei estas listas,MARCO. Cada uma com suas qualidades e seus defeitos,como tudo na vida.
Muito interessante mesmo.

Bom ,ai no Rio eu sou botafoguense ( e tbem gosto do Flamengo,rss ), mas sera que sou estranho,heheheh

Mas vc arasou foi nos motivos pra blogar. Incomparavel,hehehe

Grande abra;co!!

adelaide amorim disse...

Marco, acho que as razões para ser blogueiro variam com as peculiaridades de cada um, ao menos no que se refere aos assuntos preferidos e à atitude que se assume. Mas uma coisa é comum: a vontade de se comunicar e a satisfação de receber um retorno. É bom à beça fazer novos amigos, né não?
Beijo pra você.

Tina disse...

Oi Marco!

Sensacional: tanto o texto quanto as fotos. Isso é Brasil!!!(rs)

beijo grande,

Mimi disse...

hahaha, nunca li vc sacanear tanto com outros times assim!

Gostei de tudo, mas não vejo 10 motivos legais para ser de qualquer outra nacionalidade. Adoro meu Brasil!

minhas 10 razões para blogar e visitar os blogueiros?

1-ajuda meu coração.
2-sempre coloca um sorriso no meu rosto.
3-aprendo a lidar com as diferenças, a compreender melhor os universos que me cercam.
4-refresca meu cabeção!

os outros, coincidem com os teus:

- conhecer gente que também gosta disso
- visitar e receber visitas de pessoas talentosíssimas que nos acrescentam muito
- ganhar selos e prêmios, mesmo não se achando com essa bola toda
- não entender xongas de informática e sempre poder contar com a ajuda dos amigos
- ler os comentários de amigos satisfeitos com nossos textos absolutamente despretensiosos
- estabelecer relações de profunda amizade com pessoas que você nunca viu na vida


E eu gosto da Língua de Xeiquispír, mas por conta dos Ingleses mesmo.

beijos, e beijos e beijos!

mimi disse...

Ah, Ternurinha, liga pro bloguinho meu não.
Eu ando meio sem mão de escrever.

mais beijos

Janaina Staciarini disse...

Adoreiii!!!
Ainda bem que não falou nada do FLU. Heheheee.
E argentinos? Aaarrghhhh!

Marcos disse...

Colé, Marcão? Tirou o post pra me sacanear?

Claudinha disse...

Olá Marco!
Realmente há muitos motivos para curtir a nossa nacionalidade. Eu adoro morar num país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza, embora bem atrasado... Você jogou bem com as palavras e as características. Eu só subistituiria as mulheres de biquini por morenos de sunga branca (uai, também sou filha de Deus, né?)
Os meus motivos para blogar? Não sei se são dez, mas posso tentar...

1= escrever sobre o que bem quiser,quando quiser, sem ter que agradar ou desagradar ninguém a não ser a mim mesma...
2= repetir e repetir minhas neuras e idéias de texto sem que meu blog se canse de mim e de me ouvir as lamúrias.
3= descobrir que muitas pessoas compartilham ou não de minhas idéias, opinam, debatem, vêm me ler e deixam sua essência.
4= o grande número de amigos e pessoas fantásticas que "conheci" aqui.
5= aprender muito, brincando...
6= solidariedade
7= autoajuda
8= poder escrever com fundo musical
específico para cada texto
9= gravar minhas memórias que podem se apagar um dia...
10= aprender mais e mais sobre pcs...

Ah, se eu ficar aqui, acho um monte de coisas mais...

Beijo procê!

Mimi disse...

Ah Ternurinha, você é muito bom amigo.
E saiba que você é uma das poucas razões que me fazem voltar à blogosfera.

Um beijo!

Moacy Cirne disse...

Marco, que seleção fantástica de cartazes. E a "consultoria aobewe discos voadores na Bíblia"? Deu uma boa gaitada ao vê-lo. O texto, também, é muito bom.

benechaves disse...

Oi, Marco: muitos desses cartazes já vi em mensagens recebidas. Bom mesmo é vc comprar um imóvel e ganhar uma mulher feliz. E tb a tal consultoria para discos voadores. É a criatividade do brasileiro na sua ingenuidade e tb na sua crença ou uma não formação educacional.
E os meus motivos para blogar?
Entre alguns, ler aqui os seus textos sempre humorísticos e instrutivos. Aprende-se algo de bom neste 'antigas ternuras'.

Um abraço...

Fernanda disse...

Eu já tinha visto algumas dessas placas no Programa do Jô! Muito engraçadas!

Nossa, que coincidência mesmo eu tirar a receita do site da Ana Maria Braga e ela ser da sua namorada! Ah, pode falar para ela que a receita é mto boa!!! Ela tem mais alguma receita boa assim?

Beijinhos

Luma disse...

Marco, não sou escritora e nao tenho impetos de escrever. Acho bem cool dizer que alguém escreve para estravazar a alma. Lindo nao? Como não sou poeta e também não aprendi a amar, escrevo para compartilhar. Eu morro e as minhas idéias ficam. E quem sabe os amigos que cativei se lembrem de mim um dia?
Sobre blogueiros que têm interesses financeiros com blogue, escrevi alguma coisa aqui - http://luzdeluma.blogspot.com/2008/01/desbloqueie-voc-bloga-como-eu-blogo.html
Ah! Americano quando pensa em viajar, so pensa em vir para o Brasil!
Bom fim de semana! BEijus

david santos disse...

Imóvel e mulher? Não! Não, porque nem um nem outro mudavam mais de sítio.
Abraços.

itiro disse...

Placas como essas que ilustram o excelente post de hoje existem aqui nos US, no Japão, na China, enfim no mundo todo. Ainda bem. Lá no meu site coloquei at[e um link pro Engrish onde saem exemplos novos todas as semanas! Mas devo confessar que nós os brasileiros ganhamos de longe em termos de criatividade!
Muito boas as razões pra manter um blog.
Abraços!

Márcia(clarinha) disse...

Uia!!
Que comunhão de imagens e texto, que maravilha poder saber disso tudo e rir sem culpa até barriga doer.
Amei amigopratodavida, que orgulho poder estar aqui.
Estou voltando devagar, te quero brincando comigo, por favor.
Como está sua mãezinha? Carinho nela ok?
dias lindos
beijos