quarta-feira, maio 23, 2007

Pintando o...


Admito que ultimamente não tenho sido muito de aderir a postagens coletivas. Este é um blog mais ou menos temático e nem sempre o mote de antigas ternuras cabe nos temas que os colegas propõem. Mas a Fernanda Ruiz, do Loving me for me, me indicou para esse jogo de sete coisas e, como essas perguntas me fizeram lembrar de uma “febre” no meu tempo, os famosos cadernos de perguntas, tudo bem, vou aderir. Fica como uma gentileza à amiguinha que freqüenta aqui minha página desde tanto tempo. Mas vou responder do meu jeito, tudo bem Fernanda?
*
As questões propostas são: 7 coisas que faço bem, 7 coisas que não faço e/ou não sei fazer, 7 coisas que me atraem no sexo oposto, 7 coisas que não suporto no sexo oposto, 7 coisas que digo com freqüência, 7 atores/atrizes que admiro, 7 filmes favoritos, 7 livros favoritos e 7 lugares favoritos. Então, vamulá!
*

Acho que sei fazer as pessoas rirem. Pelo menos, sou chamado de “engraçadinho” desde que me entendo por gente. Nos bancos escolares, já tinha esta fama, nem imagino o porquê. O povo costuma dizer que eu “mando bem” quando vou dar aula ou fazer palestra. Deve ser por procurar me preparar direitinho antes... Também costumo ouvir elogios ao meu modo de escrever. Costumo dizer que quem lê muito já tem meio caminho andado para desenvolver a habilidade de por no papel suas idéias. Quando cismo de pilotar um fogão, costuma sair coisas interessantes. Minha massa nunca recebeu críticas... Procurar (e encontrar) defeito nas coisas é a especialidade de todo virginiano. Recebo muitas críticas por isso e tento segurar a minha onda, mas... Gosto de trabalhar, mas sei direitinho a hora de descansar. Ô como eu sei!
*
Não tem ninguém que me faça jogar lixo nas ruas, falar no celular em cinema ou teatro, incomodar o próximo, fumar o que quer que seja e ficar acordado quando estou com sono!
Admito que sou atolado para mexer com coisas de informática e embora eu saiba cuidar de tarefas domésticas, costurar uma mísera bainha não está entre minhas habilidades.
*

Gosto do sorriso da minha namorada, aliás, procuro sempre fazê-la rir para ter este prazer. Também aprecio muito a sua meiguice, a sua inteligência ao dar as suas opiniões e mexer com informática. Ela muito carinhosa e isso me faz subir aos céus. Da mesma forma, fico encantado com sua competência no trabalho, vibro com suas conquistas. Ela tem um jeito de me olhar tão lindo!... E a sua capacidade de me amar, me deixa comovido.
*
De forma geral, admiro as mulheres. Sempre me dei bem quando fui chefiado por elas. Por ter perdido meu pai muito cedo, reconheci na minha mãe a força do gênero feminino. Mas a minha admiração pela mulherada cessa quando vejo alguma que tem gosto por “armar um barraco”. A pretensão também lhes faz muito mal à imagem, assim como a falta de inteligência, o egoísmo, a ausência de hábitos de higiene, a mania de fofoca e o mau humor.
*

Não sou muito de falar gírias da moda, prefiro mesmo as antigas. Mas tenho o costume de falar caraco! como interjeição de espanto, e também “pataquiosparéula!” com o mesmo sentido. Outras que falo: pelamordeJesus!, e aí, meu (minha) jovem?, olha, não sei vocês, mas eu..., foi uma “deceptude”... (aprendi esta com o Odorico Paraguaçu) e foi uma tristeza triste!
*
Falar de atores que eu admiro é um prazer. Sou ator também e me orgulho de ter aprendido muito do meu ofício com três mestres que tive: Clarice Niskier, Sergio Britto e Cecil Thiré. Sem contar que para mim é sempre uma aula quando vejo a Fernanda Montenegro e o Paulo Autran atuando. Entre a nova geração, dois atores me chamam muito a atenção: Selton Melo e Matheus Nachtergaele.
*

Ah, os filmes!... Para quem vive enfurnado em uma sala de cinema, e até difícil escolher só sete. Tenho um carinho mais que especial por “Em Algum Lugar do Passado”, muito menos por suas qualidades cinematográficas e muito mais pelo que ele me provocou nas 34 vezes que eu o assisti. Da mesma forma, costuma passar no projetor do meu coração os filmes: “Amarcord”, “Cantando na Chuva”, “Morangos Silvestres” e “Cinema Paradiso”. Entre os brasileiros, gosto muito de dois filmes bem singelos: “Chuvas de Verão” e “Tudo Bem”.
*
Para quem vive lendo, também não é tarefa fácil escolher apenas sete livros. Entre os livros que me deixaram em estado de alucinação, destaco: a trilogia “O Tempo e o Vento”, de Érico Veríssimo; “As Brumas de Avalon”, de Marion Zimmer Bradley; a série “Harry Potter”, de Joanne K. Rowlings; “Novelas nada exemplares”, de Dalton Trevisan; “Dom Quixote de la Mancha”, de Miguel de Cervantes Saavedra, “Nosso Lar”, pelo espírito André Luiz (psicografado por Chico Xavier) e “Perdôo-te”, de Amalia Domingos Soler.
*

Viajar é um de meus prazeres favoritos. Fisicamente ou pela imaginação, quando estou estirado no meu sofá, só escutando cabelo crescer. Entre os lugares em que estive e que gostaria de morar, destaco:
Ávila, na Espanha – tive uma ligação total com o lugar.
Gramado, no RS – sonho em morar lá, quando ficar velho.
Goiás, em GO – terra da Cora Coralina; quando estive lá tive a nítida impressão de já ter vivido lá.
New York, EUA – onde passei dias maravilhosos.
Natal, no RN – outro lugar onde eu viveria feliz que nem caranguejo no mangue...
E tem lugares onde nunca estive mas que eu gostaria de conhecer, como:
Hogsmeade – que nem existe, mas quando li a sua descrição nos livros Harry Potter me deu uma vontade de conhecer.
Veneza, na Itália – eu tenho a impressão que vou ter lá a mesma impressão que tive em Goiás...
*
Bem, aí está, jovem Fernanda. Espero ter satisfeito a sua indicação para este “caderno de perguntas” virtual.
*

O jogo pede que eu indique outras sete pessoas para também relacionar suas coisas. Prefiro deixar a sugestão para quem topar. Será um prazer ler seus relatos.
Mas, se me permitem propor um tema para vocês, tenho um aqui na minha algibeira.
O autor do “Livro de Pi”, Yann Martell, se propôs a enviar um livro a cada quinze dias para o primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, acusado por ele de ser um “inimigo da cultura”. Ele quer que o político se interesse mais por assuntos culturais. Na coluna do Ancelmo Góis, ele sugere que se mande para o Lula um livro para que o presidente, hum... digamos... adquira algumas luzes. E pergunta a algumas pessoas qual seria.
Pois pego daí. Sugiro que quem quiser escreva nos seus blogs ou no comentário aqui no AT o seguinte: escolha sete personalidades brasileiras ou mundiais e diga que livro você mandaria para cada um deles.
Os meus estão relacionados no primeiro comentário deste post.
M.S.
***********************************************
Na Rádio Antigas Ternuras você ouve “Somewhere in time”, minha música favorita e tema eterno deste blog.
***********************************************
O Mario, do Apoio Fraterno, me deu a honra e o prazer de me indicar para este selo de “um blog que faz pensar”.

Fico muito agradecido, caro amigo! Eu escrevo para pessoas amigas que me dão um pouco de seu precioso tempo para ler esta velha cristaleira de antigas emoções. Não é outra a minha intenção além de fazê-los refletir e também diverti-los. Não necessariamente nessa ordem...
***********************************************
Amigos, com muita honra e satisfação para mim, fui convidado para ser um colaborador mensal do blog Playground dos Dinossauros . Toda a última semana do mês eu coloco alguma coisa lá do meu velho guarda-louças de antigas emoções. Nesta semana o PteroMarco (é como me chamo lá...) colocou um texto sobre a TV Tupi e os tempos da TV a lenha. Se alguém quiser me dar o prazer de ler...

30 comentários:

Marco disse...

Para:
1 – Bento XVI: “Orgulho e Preconceito”, de Jane Austen.
2 – Fernandinho Beira-Mar: “Missionários da Luz”, pelo espírito André Luiz, psicografado por Chico Xavier.
3 – George W. Bush: “Calvin e Haroldo” (acho que o presidente dos USA não teve uma infância feliz, imaginosa. Daí...)
4 – Hugo Chavez: “A Divina Comédia”, de Dante (acho que seria bom ele conhecer um pouco sobre o inferno...)
5 – Eurico Miranda, presidente “daquele” clube de futebol: “Cela 2455, Corredor da morte”, de Caryl Chessman (vai se acostumando...)
6 – Michael Jackson: “A máquina do tempo”, de H.G. Wells.
7 – Lula: um gibi do Cebolinha (como ele nunca leu livro nenhum, a gente tem que ir de leve...)

Renata disse...

Querido Marco, vc pode até não gostar de blogagens coletivas e afns, mas fico MUITO feliz que tenha aceito este convite, pois foi com um enorme prazer e genuíno interesse que o li. Me fez me sentir mais perto de vc, mais amiga...
Agora, essa música do "Em algum lugar do passado"é muito triste...inveitáveis as lágrimas..
bjos e vou pensar nos livros, depois te falo

_Maga disse...

Olá Marco!!! Muito bom conhecer um pouco mais o Marco versão 2007, este Marco que já conhecemos de tantas antigas ternuras...

vou pensar... se lembrar de algo, digo.

Ah, acho que não tem como não morrer de paixão pela casa da Cora Coralina! Quando no começo de 2002 caiu um pedaço da casa fiquei muito triste... felizmente foi recuperada...

beijos

ps.: não acho um boa ideia um gibi do cebolinha. O Cebolinha é fanho e o presidente também... acho que isso não vai ajudar... heheheeh

Moura ao Luar disse...

AI o que me fizeste lembrar... os caderninhos com questionários... ai quando me passavam um eu ficava maluca porque havia uns que tinham muitassssss perguntas e levava montes de tempo nas aulas a responder hehe

Marconi Leal disse...

Ih, rapaz, agora você me pegou. Acho que escolheria sete políticos e mandaria "Guerra e Paz". Ao menos, durante o tempo em que estivessem lendo, não estariam por aí fazendo o que eles fazem. Abração.

claudia disse...

Oi Marco, meu querido amigo

Fiquei entusiasmada em poder te "re"conhecer de novo. Sabe, falar sobre a gente é uma forma de nostalgia e que na verdade nos dá prazer e dá prazer tb. a quem nos ama. Adorava responder ao caderno de perguntas...uma febre deliciosa e que ainda tenho guardadinho lá no fundo da minha gaveta e de vez em quando...acredite...vou lá matar a minha saudade de mim mesma. Me "re"descobrir de novo.
Adorei...
Quando eu li sobre os filmes...tinha certeza que diria "Em Algum Lugar do Passado e olha, sou tão distraída que apenas sei "voar"...rs.
E outra coisa que me emocionou...a maneira como falou da pessoa com que se relaciona...quanto a "capacidade dela te amar", ...embora vc. seja virginiano, rs, meu marido tb. é e sei bem o que significa esse lado crítico ...rs
Mas , enfim...
Adoro poder te ler...e ter a possibilidade de estar sempre aprendendo com você.
Um beijo no coração.

Francisco Sobreira disse...

Eu também, Marco, não aprecio esse tipo de coisa. Mas também em atenção a algum amigo (a), tenho aberto uma ou outra wxceção. Mas não gosto. Um abraço e um dia muito bom.

Mário disse...

Até hoje pensei que eu gostasse de "Em algum lugar do Passado"... mas só assisti 10 vezes...rs Você me superou de longe... isso sim é gostar de um filme!
O ANTIGAS TERNURAS com certeza merece este selo. É um blog excelente.

Fernanda disse...

Muito obrigada por responder o quiz, Marco. Ficou legal porque vc deu uma floreada nele... hehehe...

Kisses

Claudinha disse...

Oi Marco, eu também não sou muito chegada a blogagens coletivas. Mas você mandou bem, como sempre.
Se eu tivesse que mandar um livro para o Lula, mandaria uma cartilha escolar.
Beijo.

Nena disse...

Ternurinha, meu bem! eu estava a me perguntar quando é que vc viria com teus deliciosos "desafios". Vou pensar num e postar amanhã.

E gosto muito do estilo antigas ternuras de contar as preferências!

um grande abraço!
(e espero que vc tenha tempo de ir conferir o bloguinho meu)

Tina disse...

Marco:

Adoro seus ´posts. "Pilotar o fogão" é demais. E é bom.

beijos querido e obrigada pelo carinho,

olga disse...

Ai, como gostei deste post!

O marco é uma pessoa tão culpa, com uma escrita tão linda, que me dá imenso prazer ler todas as suas escritas.

Continue, por favor!

E, a forma como descrever a sua namorada... Caramba, faz sonhar qualquer uma! lool

Um bom fim-de-semana!

Digo-lhe apenas um, "Jangada de Pedra", de José Saramago, para o José Sócrates, nosso Primeiro-Ministro. Da forma como está a governar este país, e estando Portugal na cauda da Europa, qualquer dia desprendemo-nos e ficamos à deriva, perdidos!

olga disse...

Ups...Substituir culpa, por CULTA!

A culpa aqui é só minha, pelo erro! loool

*.*

Erika disse...

Estive no Dino e lí seu post e adorei, c me transportou por portas ótimas da memória.

Gostei das suas 7 coisas.

Beijo

Saramar disse...

Eu adorei ler essas 7 coisas que o definem. Como eu pensava, você é um anjo disfarçado de gente. Mas nunca me enganou.
Quanto à sua indicação para Lula concordo, a menos que na história não apareça nenhum plano infalível do Cebolinha e do Cascão. Aí, complica para o líder (risos).
Irei mais tarde ler o PteroMarco.

beijos

Taís Morais disse...

você me encanta!
até em uma blogagem coletiva você consegue fazer uma bela história.

te beijo

Taís

luma disse...

Homens que admiram as mulheres, são os verdadeiros homens!! hehehehehe
"Tudo Bem?" foi o primeiro filme "censurado" que assisti! Com Zezé Mota, não é esse?
Você só esqueceu de uma coisinha na sua postagem, quem recebe o Thinking, tem que indicar outros blogues, é como se fosse uma corrente (meme) tenho as regras lá no luz, na coluna lateral. Vai ver!
Vai ver também os livros que indiquei. Que frase foi que me perguntou? Não entendi!
Bom fim de semana! Beijus

Lara disse...

Queridoooo!!! Amei amei amei amei! Sempre bom te conhecer cada vez mais e me identifiquei com muitas coisas!
Beijos

DO disse...

Gostei dee ver sua relação,MARCO.
Graças a ela a gente vai se conhecendo mais e melhor.
Dei boas risaddas com as palavras que vc usa com frequencia,hehehe!

Abração e um otimo fds!

Dora disse...

Caro Marco...Ainda emocionada de penetrar no seu recanto tão aconchegante...não vou obedecer às sugestões que vc deixou sobre os livros e as personalidades...
VOu só dizer que apreciei imenso!! conhecer mais de você, através de suas respostas tão bem elaboradas!
Deixo-lhe um beijo e renovados agradecimentos pela sua pronta atenção em responder ao meu e-mail...
Dora

rubo medina disse...

Marco, foi bom você ter aberto uma exceção nessa de blogagem coletiva. Mostrou muitas qualidades, essas que muitos deveriam pelo menos menos poucas. Quanto a postagem no Playground, legal. Lucro para todos nós. Parabéns. Bom fds.

Bosco Sobreira disse...

Meu caro Marco,
Que bom (para nós) que vc. tenha aceito o desafio.
passamos a saber mais de vc, além de nos deliciarmos com mais um texto primoroso.
Forte abraço e um excelente final de semana.
PS. Pediria para atualizar meu endereço. Assim evita-se o "redirecionamento".
http://boscosobreira.com/

Fugu disse...

rsrsrs ... Só mesmo você para reviver nossos antigos cadernos de lembranças.
beijo você

Escorpiana Explosiva disse...

passei aqui só pra dizer oi.

Moacy Cirne disse...

Meu caro, uma postagem de fato curiosa. E eu não sabia que você seria capaz de morar em Natal... Aliás, estarei lá mais uma vez na próxima semana. Mas tudo chama atenção: os filmes, os livros etc. Aproveitando a dica, vou brechar um pouco o blogue de sua amiga. Abraços.

Nena disse...

Ternurinha, tá difícil mas vai sair esses 7!!!
è coisa demais!!!

;-)

beijo!

benechaves disse...

Olá Marco: gostei da sua exposição de valores, de filmes como 'morangos silvestres','cantando na chuva' e o brasileiro 'tudo bem'. E tb da sua disposição em vir morar em Natal, embora eu preferisse a Gupiara(Natal)de outros tempos, idos da década de 60, por exemplo.
Enfim, uma excelente resposta ao dito questionário de 'sete ítens'.

Um abraço...

Nena disse...

Você acabou de sair do meu blog e eu postei os meus 7!!!!

aff!


beijocas
(olha, vou praticar mais o lado dos poeminhas dentro de mim pois adorei teu elogio!)

Leila Marinho Lage disse...

Oi, amigo
Ainda não seu usar este espaço de comentários... Devo ter algum problema...
acabei de reformatar o pps que fala do tal GBo. Se se cadastrar no site poderá receber o recado e entender do que falo. Comentarei sobre seu espaço nesta atualização.
por falar nisso, lendo este seu texto dos 7, lembrei de uma crônica muito engraçada que existe lá no site: O fogo da vingança, em espaço Cultural.
Posso copiar a imagem da carta?