segunda-feira, julho 25, 2005

Parada solicitada

Peraí, deixa eu ver se eu entendi:
o rapaz brasileiro estava saindo de um lugar que a polícia londrina DISSE que era suspeito, aí foi perseguido, jogaram ele no chão do metrô e meteram sete (SETE?) tiros na cabeça dele e um no ombro. Quando viram que o rapaz não tinha culpa nenhuma, apenas disseram: "Desculpa aí. Foi mal". Mas confirmaram que vai ser assim mesmo, na dúvida, é meter um monte de bala na cabeça do "elemento", e, se ele for inocente, é só pedir desculpas.
Imagino que quando o Bin Laden e demais terroristas da Al-Qaeda souberam disso, devem ter esfregado as mãozinhas de alegria, soltando aquela gargalhada de desenho animado: "Rurru-á-huá-huá-huá..."
Fico só pensando se a polícia brasileira vai achar a idéia interessante e começar a po-la em prática aqui em Pindorama. Se é que já não a pôs...
Pára o mundo que eu quero descer!
M.S.

4 comentários:

Lula disse...

Por isso que faço minhas as palavras do Ancelmo Gois...
"e se fosse um cidadão americano ou francês?"

Helena disse...

Pois é... quero ver se é mais um caso "pizzaresco", ou seja, vai acabar em pizza mesmo... a família está se pronunciando, e quando muito vai levar uma grana, mas não deve ir além disso. Lamentável.

Ronie disse...

Concordo que exageraram na dose, mas, cá prá nós, nossa destemida polícia, seja militar, seja federal, seja civil, faz isso direto e não vejo tanta revolta. Andam prendendo sem julgamento, nem acusação formal (prisão preventiva né?). Ah, já sei: só brasileiro pode matar brasileiro não é mesmo!!!. Outra coisa: não precisa levar muito a sério o que escrevo, no fundo é só provocação.

André Batista disse...

Foi um acontecimento triste...