sábado, novembro 15, 2008

É preciso saber viver


Dia desses eu recebi pela internet uma mensagem com os dizeres:
“20 dicas para o sucesso
1 – Elogie três pessoas por dia
2 – Tenha um aperto de mão firme
3 – Olhe as pessoas nos olhos
4 – Gaste menos do que ganha
5 – Saiba perdoar a si e aos outros
6 – Trate os outros como gostaria de ser tratado
7 – Faça novos amigos
8 – Saiba guardar segredos

9 – Não adie uma alegria
10 – Surpreenda aquele que você ama com presentes inesperados
11 – Sorria
12 – Aceite uma mão estendida
13 – Pague suas contas em dia
14 – Não reze para pedir coisas. Reze para pedir sabedoria e coragem
15 – Dê às pessoas uma segunda chance
16 – Não tome nenhuma decisão quando estiver cansado ou nervoso
17 – Respeite todas as coisas vivas, especialmente as indefesas
18 – Dê o melhor de si no seu trabalho. Tenha prazer em fazer bem feito
19 – Seja humilde, principalmente nas vitórias
20 – Jamais prive uma pessoa de esperança. Pode ser que ela só tenha isso.
*
Na minha modesta opinião seguir esses passos não garante exatamente o “sucesso”, mas certamente torna a vida de quem os segue mais prazerosa e até mesmo justifica a presença dessa criatura no planeta.
*
Li atentamente as sugestões e posso garantir que sigo quase todos fielmente. Tenho problemas com um ou outro, especialmente os números 5 e 15. Sei que estou erradíssimo, mas não costumo relevar com facilidade quem me faz uma falseta. Minha culpa, minha culpa, minha máxima culpa... Eu, pecador, me confesso.
*
Mas admito que sigo muitos desses passos e com alegria. Destaco alguns.
Hoje em dia, mais do que nunca, procuro tratar as pessoas da forma mais atenciosa que eu puder. Uso as palavrinhas mágicas (“por favor”, “obrigado”, “com licença”) sem parcimônia. Não é por ser “bonzinho”, não. É puro pragmatismo: eu trato as pessoas como eu gostaria de ser tratado.
*

Há outras coisas que já faço desde que eu era cadete na Arca de Noé, como pagar minhas contas em dia (quem tem ou teve pais como eu, não consegue ser de outro jeito), viver elogiando os outros e especialmente respeitar as coisas vivas, incluindo e principalmente as indefesas. Eu JAMAIS maltrataria um animal, por exemplo, ou uma criança ou um idoso.
*

Releio a lista e vejo que boa parte do que ela prescreve era comum no meu tempo de garoto. Hoje, a maioria virou “antigas ternuras”, procedimentos saudosos que caíram de moda nos dias atuais. Que pena por isso...
Ser cidadão não é só pagar imposto. Ser cristão não é ir à missa e engolir a hóstia. Como queremos registrar a nossa passagem no mundo? Sendo descorteses? Tratando pessoas que estão trabalhando com arrogância?
Bem, certamente eu não quero isso para mim. E por isso não rezo pedindo coisas para mim. Peço saúde (principalmente!) para os meus e discernimento para eu saber viver.
M.S.
***********************************************
Na Rádio Antigas Ternuras, você ouve o grande Paco de Lucia tocando “Entre dos Aguas”. Música que faz a gente se sentir vivo, feliz, com vontade de sair pela rua de cabeça erguida...

15 comentários:

Moacy Cirne disse...

Sinceramente, meu caro, não acredito muito nessas "fórmulas mágicas" veiculadas pela internet ou pelos livros de auto-ajuda. Decerto, algumas coisas são básicas: o respeito às difrenças (sociais, culturais , esportivas, etc,), a firmeza contra qualquer tipo de preconceito, o humanismo e a visão política da sociedade e da "verdade" (em seu sentido mais amplo). O resto, em boa parte, me parece apenas perfumaria. Um abraço.

vitoria disse...

A internet veicula tão bem como um telefonema ou uma carta tudo de bom ou de mau como há séculos o homem faz ao falar.
Não se entende o farisaismo hodierno de quem deixa passar um e-mail para excluir,como se fosse lixo sem o ler ,qd vem de um amigo.
Por exemplo essa lista é ,a meu ver,muito útil,se lida e apreendida diariamente.Possamos todos segui-la.
Ah mas eu entrei nos comentários pq sou FÃ de Paco de Lucia!
Parabéns!!!
BJj :)

Francisco Sobreira disse...

Marco,
Eu ia dizer exatamente o que o nosso amigo Moacy disse. Não me ligo nessas "receitas de sucesso", ou "receitas de bem viver", coisas assim. Procuro ser bem-educado com as pessoas, respeitá-las, mas quando sou tratado mal, reajo na hora. E não consigo perdoar aqueles que se faziam de meus amigos e me sacanearam. De resto, você há de convir que, como diz aquela velha máxima, cada cabeça uma sentença. Um abraço.

Zeca disse...

Marco,

o texto está perfeito! Já a lista, é apenas uma lista como tantas outras. O importante mesmo é conhecermos e praticarmos o conceito de respeito. Respeito pelo outro, pela diferença, pela vida.
E eu também peço saúde. E dignidade. O resto, eu persigo.

Abração.

adelaide amorim disse...

Marco, vim deixar um beijo e avisar que não esqueci dos amigos, aqui no degredo das férias ;)
Beijo beijo.

Sandra Leite disse...

Uau, música que ressuscita. Traz "vida ao vale de ossos secos". Da lista tenho que confessar coisas terriveis :( 4, 15 e 18. Nem sempre consigo, nem sempre. Estou ainda em êxtase com a música, Marco! Nem preciso falar que vou postá-la no IeBN né?;)

beijos

maristela disse...

Marco, por essas e por outras é que você sempre será um dos meus ídolos da blogosfera - sabedoria é principalmente falar coisas positivas sem ser acaciano, chato ou do tipo conselheiro de auto-ajuda. Esta lista realmente era muito mais nós do que hoje é a garotada. Infelizmente, acho que a falha ficou na nossa turma, que esqueceu ou não teve tempo de repassar o ideário. Um grande abraço, tenha uma semana iluminada.
maristela

Claudinha disse...

Olá Marco! Eu tenho mania de listas, mas daquelas que eu faço. Concordo em parte com esta que cita aqui, e concordo com você que seguindo estes passos pode-se viver bem melhor, mas viver não é fácil. Viver implica conviver e daí vai depender... Não gosto muito de regras e ajo impulsivamente, o que quase nunca é bom. Assim, a melhor pedida é só fazer aos outros o que gostaríamos que nos fizessem e o que manda nossa consciência. E no mais, saúde para todo mundo!
Beijo

Julio Cesar Corrêa disse...

Marcos, detesto essas receitas de felicidade. Quando recebo este tipo de lista, deleto e nem leio, pois elas me parecem terem sido enviada de Urano. Sigo alguns itens, sim, como olhar sempre nos olhos, gastar menos do que ganho ou ser humilde. Mas a maioria, é patético. Como sempre sorrir? Como vou dar uma segunda chance a quem me apunhalou pelas costas? Já pensou dar uma segunda chance ao Bush? Mais quatro anos de bushismo? Trato bem os animais, adoro cães. Mas no meu trabalho, convivo com certs criaturas rastejantes que não merecem nem consideração. Pagar contas em dia? Estamos a beira de uma depressão econômica mundial e a maioria das pessoas ao ler essas listas poderiam se sentir infelizes por não estarem com as contas em dia. Amigos? São coisas que vêm naturalmente, não pode ser uma norma fazer amigos para não corrermos os perigo dos dias de hoje.
Enfim, só gostaria de saber quantos itens a pessoa que elaborou essa lista segue. Te garanto que pelo menos os 6 e 7, ela não segue. Essa pessoa precisa saber que nem todo mundo tem saco para tanta baboseira e, certamente, ela estará fazendo alguns inimigos por aí.
Nem eu, nem vc e nem a pessoa que a elaborou merece esta lista(aliás, item 6)rs.
abração e ótima semana

Lulu on the Sky® disse...

Muito show essa lista marco, digna de ser impressa.
Big Beijos

Mimi disse...

Eu sigo a lista (menos o item 4, TÁ????); ou tento seguir...
da mesma forma que tento arranjar tempo de mais blogar e visitar aquele que amo, como vc, meu Ternurinha querido.

Você é a ternura em pessoa e nem é antigo assim, viu?

;-)

beijão!!! BEEEEIJÃO!!!

DO disse...

O 5 e o 15 tbem não são o meu forte,MARCO. Mas tenho melhorado muito. Até pode de morar um pouco,mas o bocó aqui acaba pedoando.

Otima semana!

Tina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Evelize disse...

Olá Marco....adoro estar aqui no seu blog...seu espaço é bom demais. Tenho feito alguns itens dessa lista, e a verdade é que tuydo melhora...O MUNDO MUDA QUANDO VOCÊ MUDA...Beijos

Dilberto disse...

Até que essa "auto-ajuda" é divertida e já a conhecia... COncordo que o "5" é mesmo difícil de cumprir... Mas sigamos procurando o nosso ideal de cada um, né? Abração!