segunda-feira, outubro 30, 2006

Túnel do Tempo


Quem me acompanha há mais tempo sabe que eu sou fascinado pelo tema “viagem no tempo”. Meu filme favorito é “Em Algum Lugar do Passado” e ainda tenho um blog que se dedica em relembrar os bons tempos vividos.
Logo, não é de admirar a ninguém que eu tenha a antiga série “Túnel do Tempo” como uma de minhas favoritas.
*

Ela foi produzida entre 1966 e 1967 e infelizmente só durou uma temporada de 30 episódios. Irwin Allen, seu criador, disse que a baixa audiência que teve no canal ABC não justificava os altos custos da produção de cada episódio. Depois que a série foi cancelada, virou cult, sendo reprisada sempre. Atualmente, pode ser vista aos sábados, no canal pago TCM.
*
A série tratava das histórias vividas por dois cientistas que trabalhavam para o supersecreto Projeto Tic-Toc, que tinha custado bilhões de dólares ao governo americano. Tratava-se de uma máquina, o Túnel do Tempo, que podia transportar pessoas e objetos através do tempo. O elenco básico da série era: James Darren (Dr. Anthony Newman), Robert Colbert (Dr. Douglas Phillips), Lee Meriwheter (Dra. Ann McGregor), Whit Bissel (General Kirk) e Jon Zaremba (Dr. Raymond Swain).

Logo no primeiro episódio, para impedir que um senador americano cortasse a verba para o projeto, primeiro Tony e depois Doug, entram no Túnel e vão para o passado, caindo a bordo do Titanic, na véspera do choque com o iceberg. Já deu para sentir a agonia que dava vê-los tentar convencer o comandante do navio (na foto) que aquela joça iria afundar...
*
Como a máquina do tempo ainda estava em estágio experimental, os dois não podiam retornar ao tempo presente. Por isso, nos episódios seguintes, eles foram para diversas épocas, vivendo aventuras com personagens da História mundial ou presenciando fatos históricos marcantes: uma aparição do cometa de Halley (1910),

Pearl Harbour, um dia antes do bombardeio japonês (1941) (veja a foto), a Guerra de Tróia, a Revolução Francesa (1789), o presidente Lincoln (1861), Merlin e o Rei Arthur, Josué e as Muralhas de Jericó, Genghis Khan... E o mais curioso é que onde quer que caíssem, todo mundo falava em inglês!
*
De qualquer forma, no Brasil, a série foi um grande sucesso tendo sido até utilizada como referência por professores de História. O menino Marco ficava fascinado por aqueles caras que podiam viajar no tempo pra lá e pra cá. Eu imaginava se um dia isso seria mesmo possível e que eu adoraria ser voluntário para um projeto desses. Pensava que eventos eu gostaria de conhecer ao vivo e em cores.

De cara, o primeiro que eu gostaria de presenciar seria os últimos dias de Jesus na Terra. Além do lado religioso, eu ia querer conferir aspectos que estão nos Evangelhos e que eu acho que foram deturpados ao longo do tempo. Mas, como não falo hebraico antigo, ia querer viajar no Túnel do Tempo imaginando que Jesus, Pedro, Judas, Pôncius Pilatos, todos falassem em inglês para eu poder me comunicar com eles.
*
Dos atores que participaram do elenco da série, Bissel e Zaremba já faleceram. Lee Meriwheter

virou uma vovó lindona, aos 71 anos (veja a foto), James Darren (70 anos) se tornou um cantor de Las Vegas, com um jeitão brega toda vida

(veja a foto da capa de um de seus discos) e Robert Colbert (75 anos) vive aparecendo em eventos que celebram as antigas séries de TV. Só que engordou, ficou careca, mais parecendo aquele tio-avô super-divertido que a gente tem (veja a foto também).

*
E você, gostaria de viajar no Túnel do Tempo? Que evento histórico gostaria de presenciar?
M.S.


******************************************************
Na TV Antigas Ternuras, você vê um clip com cenas de alguns episódios da célebre série.

32 comentários:

Roby disse...

Bom diaaaaa meu querido amigo!
Post cheirando a tinta ainda...fresquim, fresquim!!

Vou comentar logo para que eu ainda sinta ares de casa recém pintada..rs



Tunel do tempo, assisti este seriado Markito, nos meus 7 aninhos, lembro-me tão bem e nitidamente em infernizar meu pai, para que me ajudasse a construir uma máquina do tempo tb..rs
Era meu fascínio na época.

Na verdade hoje em dia, se existisse o tunel do tempo, eu gostaria de viajar em várias épocas, são tantas, começando pela minha infância, essa eu não abriria mão, depois obviamente queria conhecer Jesus, apóstolos,Maria, enfim...( porque sua terra já conheço e vivi emoções lindas lá em relação a religião).
Queria tb viver na época do Titanic..1912, depois os anos 50 e até alguns anos atrás.


Enquanto não existe estas máquinas, estou viajando mentalmente, matando saudades do que vivi e das pessoas que amo e estão longe de mim.

Abraço querido amigo, boa semana procê.

DO disse...

Graaaande MARCO.
Poxa vida,meu amigo,muito bem lembrado. Eu adorava ( adoro ) esta série e todas as daquela época.
Algo que mexia mesmo com a minha imaginação. Imperdivel eu diria.
Pra onde eu gostaria de voltar no tempo? Hummmm,claro que seria na época de RAMSES II,o maior faraó da história.
Abração!

Ana Carla disse...

Eu viajo no tempo sempre, Amigo! Ainda mais quando passo por aqui. A menina Ana Carla simplesmente se desligava do mundo real pra entrar nas histórias e causos de Tony e Doug. Sem contar que até hoje acho que parte da minha cultura inútil se deve a esse seriado, rsrs... Beijos!!

Anônimo disse...

Marco, não vi a série.
Se fosse para escolher uma época para voltar, gostaria de conhecer Cleópatra e saber do mito. Constatar se tudo que escrevem é verdade.
Ou ir para Paris nos anos 20. Aquilo era uma festa!! (rs*)
Boa semana! Beijus

Claudinha disse...

Ei Marco!
Que delícia de ternura! Ah que saudade destas séries todas! Além do túnel, terra de gigantes, A feiticeira (minha preferida), eu não gostava muito de Jeanny é um gênio, Perdidos no espaço. Mas dentre todas, confesso que a mais atraente seria o Túnel do tempo, mas um tpunel com controle certinho, para voltar quando quiséssemos. Eu assisti a todos os episódios quando era menina, por volta dos anos 70. Gosto muito também de De volta para o Futuro, seria muito bompoder viajar no tempo, poder mudar coisas e situações, evitar problemas. Mas sabemos que as mudanças acarretariam problemas, rsrs.Mas é tentador! Ótimo post,adorei!
um beijão!

Claudinha disse...

Esqueci. Onde eu iria?

Quem sabe para uma época bem distante, nos tempos do império,ser sinhazinha em algum lugar... Beijos.

Lili disse...

Antes de entrar no túnel do tempo eu teria que ter a certeza garantida de que voltaria nem que fosse só pra ler as atualizações de seu blog! Você é único! Beijos e ótima semana!

Alê Barros disse...

Marco querido,

Eu sinceramente não me lembro dessa série...
Mas de qualquer forma é sempre bom vir aqui porque a gente acaba conhecendo coisas novas...
Um beijo e linda semana!

Márcia(clarinha) disse...

Meuamigoparasempre
que deliciosas lembranças, ternuras boas..eu adorava o tùnel do tempo...
Eu gostaria de voltar aos anos 70 e fazer o que não pude e desfazer o que de errado fiz...isso pode? rsss
linda semana meu querido
beijosssssss

Mairon disse...

Olha só... Eu nasci numa cidade no interior do RS chamada Sobradinho, e vivi durante MUUUITO tempo em Segredo, cidade vizinha. Estava sem nada pra fazer hoje e resolvi procurar no Google por "Segredo - RS" e encontrei um post no qual você fala isso:


"Certa vez eu estava lendo a relação de todos os municípios brasileiros e me divertia com os nomes engraçados, como Varre-e-Sai (RJ), Passa e Fica (RN), Não-me-Toque (RS), Mato Leitão (RS), Bofete (SP), ou mesmo com Nova Iorque (MA), Barcelona (RN), Califórnia (PR), Xangri-Lá (RS)...
Mas o grande barato eram as cidades batizadas com nomes sugestivos, como Fartura (PI), Saudades (SC), Alegria (RS), Segredo (RS)... Fiquei pensando: será que os habitantes de Feliz (RS) são felizes? E em Concórdia (SC), ninguém briga? Como seriam os indicadores de doenças da cidade de Saúde (BA)? E em Segredo (RS), não tem fofoca?"


E bom, o que tenho pra te dizer é, pela cidade ser pequena, o que mais tem lá é fofoca! Hhahahahaha isso pode ser totalmente desinteressante, mas achei engraçado o post enquanto estava lendo. Bom, era isso. Abraço.

_Maga disse...

"Quem pagará pelo enterro e as flores se eu morrer de amores?" Vinicius de Moraes, pra mim esta frase que citaste no blog é pra mim de uma poeticidade absuda! Adoro!

Então acho que aqui em Londrina não será preciso pagar pelas flores essa época do ano: elas simplesmente caem sobre nós o tempo todo! Na verdade não apenas essa época do ano: tenho a impressão de que esta cidade possiu apenas uma estação: a da primavera... ai ai

Não conheço essa série...

Mas as vezes acho que deveria ter nascido em outro tempo (do futuro ou do passado, não sei)... tenho me sentido um bocado perdida por aqui...

beijos grandes pra ti Marco!

cilene disse...

eu adoraria...e voltaria e faria tudo diferente..acho...mas queria viver os ultimos dias de Jesus tambem

Claire disse...

Eu tb gostava de "Túnel do Tempo"...
Evento histórico, não sei. Mas às vezes eu imagino que adoraria ser uma aspirante a escritora na Inglaterra do começo do ´seculo XX - e me 'apresentar' a Henry James, para ser sua discípula. Adoraria ficar ouvindo aquele gigante das Letras discorrer sobre Literatura...!
Não tenho vontade de ser uma cristã nos tempos do Novo Testamento. Deus sabe o que faz - se me pôs aqui, é porque é para esta nossa época que sirvo melhor a Ele.

Samara Angel disse...

oieee meu querido Marco,senti sua falta no meu post anterior ,vc é especial ,muito pra mim,e como temos gostos em comum,eu amo esse filme " Em algum lugar do passado " demais,e assisto sempre essa série no TCM.seu blog é uma prioridade pra mim,te adoro,deixo meu carinho e um lindo dia,beijos

Yumi Yabiku disse...

ahuauhauhauh falando do post abaixo... hj em dia eu nao tenho mais medo do homem do saco, mas de homens q enchem o saco! auhHUAHUhauhuauhhu adorei o post, querido!! beijooo

lucio disse...

Do passado, como múmia saindo da tumba, em passos espamódicos de tenebrosa rumba, olho arregalado, cabeça pendendo pro lado, volto com versos de pé quebrado... Lá em casa não tinha papo de velho do saco, mas a mulher de branco. Em tempos idos, noite sem blackout era raro e o efeito era garantido. Por outro lado, nas calçadas sempre se ouvia o noticiário policial: "mataram dois degolados". Graças a essas lendas, me mantive afastado de encrenca por um bom tempo. Hoje em dia, ninguém respeita o tempo de ninguém. Sábado encontrei um menino de 4 anos ao lado do pai, desacordado de tanta cana, à 1 da madruga. Haja esperança!

sasha disse...

Vá no lost templates e ache scripts, ultilitários, mini-gifs, fans e muito mais para o seu blog! \o/

Vera Fróes disse...

Marcos, não cheguei a ver essa série. Mas se me fosse dado o poder queria viver uma história no meio dos celtas. A música de lá me encanta e me faz viajar.

Bjos.

Karine disse...

Ah, sem dúvida que eu gostaria... e, óbvio, eu queria entrar na Arca de Noé!!!!!! E ir pra tantos outros lugares...
Você me deixou com saudade de coisas que nunca vivi... vai entender! Beijão, se cuida!! LIndo texto! Eu quero conhecer você!!! E não é cantada!!! :)

Zeca disse...

Olá, Marco!

Nem sei explicar pra mim mesmo como posso passar vários dias sem visitar um dos meus blogs favoritos: o seu! Sempre saio daquí com um sorriso nos lábios e antigas ternuras aquecendo meu coração.
Hoje, fiquei por aquí um bom tempo, me divertindo com as situações de um verdadeiro film noir, um pouco mais "explícito" do que os verdadeiros, mas delicioso como eles.
Depois ví o vídeo do Alckmin e lí o texto... coisas inexplicáveis, tanto quanto as do candidato que ganhou, que tem um vídeo esculhambando com a imprensa, até mesmo com palavras chulas. Prefiro não me alongar aquí, já que o período eleitoral terminou e teremos, queiramos ou não, que aceitar mais quatro anos de Lula. Então, por enquanto, deixa os home descansá!
Depois veio aquele bate-papo na mesa de um bar, com uma tulipa de chopp sempre cheia na mão e alguém se destacando no grupo, contando uma história (ou várias), que fazem todo mundo se desancar de tanto rir.
Aí me aparece o vídeo do "abraço grátis", que me deixou morrendo de saudades dos tempos em que podíamos até dar um abraço em uma pessoa desconhecida sem medo de sermos assaltados, assassinados, raptados ou sei lá o quê mais...
Então entra a belíssima história do "homem do saco" que, coincidentemente, aconteceu por aquí recentemente, provando que ele continua vivo. Existe um velho cabeludo e barbudo, que anda pelas ruas da cidade com vários sacos pendurados pelo corpo cheios de coisas que a gente nem imagina o que possam ser. Ele não incomoda ninguém, apenas existe. Estava sentado em um banco da praça batendo papo com uma amiga e ele passou. Ela virou pra mim e disse: "sabe que o Léo (netinho dela) morre de medo desse homem? Diz que é o homem do saco. Eu não sei quem foi que botou essa história na cabecinha dele!" E daí a conversa seguiu, falando sobre os medos que tínhamos antigamente, mas que hoje já não existem mais, mais ou menos como esse texto.
E pra coroar minha noite, o "Túnel do Tempo"! Um dos meus seriados favoritos também. Eu não perdia um e era doido pra fazer uma viagem dessas. Eu não sei se saberia dizer para onde gostaria de viajar, já que seriam tantos os lugares e épocas que gostaria de ter conhecido. Mas com certeza, a época de Jesús é uma delas. Tenho certeza de que muita coisa foi deturpada ao longo do tempo.
Enfim, meu amigo! Ando meio demorado para visitar os amigos, mas quando o faço, leio tudinho o que perdí, pois todos os meus prediletos têm uma importância muito especial para mim e uma participação, mesmo que indireta, na minha vida. São amigos, batizados de virtuais, mas com sentimentos e com trocas que sempre nos acrescentam algo.
Como já disse, sempre saio daquí mais feliz do que quando entrei.

Um grande abraço.

Moacy disse...

Meu caro: A viagem no tempo, sobretudo quando provoca paradoxos temporais, é um tema fascinante, sem dúvida. Se me fosse possível viajar numa máquina do tempo,eu escolheria três momentos: 1. O Maraca do Brasil x Uruguai de 1950; 2. A Caicó, às margens do Seridó, de 1812/32. E, para rememorar: o Fla x Flu decisivo de 1969. Um grande abraço.

Jéssica disse...

Belas e antigas ternuras... Ainda bem q vim aqui, meu dia certamente será melhor q ontem... beijossssssss

Janaina Staciarini disse...

Marco, eu já viajei no tempo com seu post. Mas se pudesse, gostaria de presenciar a Abolição da Escravatura. Não sei porque. Acho importante, sei lá. Você perguntou, eu respondi a primeira coisa que me veio na cachola.
Beijão.

M.Eduarda disse...

Oi meu querido! Já tinha ouvido falar dessa série, mas nunca assisti. A idéia é muito boa. As vezes eu me pego imaginando o que eu faria se pudesse voltar no tempo, coisas que alteraria na minha vida. Mas acho que nunca pensei em fatos importantes na história que gostaria de viver pessoalmente. O último dia de Jesus Cristo seria uma boa pedida mesmo!

beijão

Marco Santos disse...

Querida Roby: Então você gostava do seriado também e do tema viagem no tempo igualmente? Puxa! Temos mesmo afinidades! Você queria estar presente no Titanic? Mas, exatamente como no seriado, na hora da onça beber água, você sairia de lá, não é?
Pois é, querida. Você acertou. Como não existe (ainda!) máquinas do tempo, a gente aqui no Antigas Ternuras, faz uma forcinha para levar as pessoas ao passado.

Grande DO: Devia ser mesmo fascinante conhecer a época de Ramsés II. Ele foi um faraó consolidador do apogeu egípcio. Mas, até onde eu te conheço, pelo seu senso de humanismo, você iria se indignar com as relações sociais da época. Estou certo de que você iria se revoltar com o tratamento dados aos escravos na época.

Querida Ana Carla: Você está certíssima! O objetivo aqui é fazer as pessoas viajarem no tempo. Diversão aliada a aprendizado (cultura nunca é inútil, meu bem). Fomos ambos meninos que entravam no túnel junto com Tony e Doug.

Querida Luma: Caso você tenha curiosidade, ela passa no canal TCM (Sky/Net), aos sábados, às 14h.
Muito bem escolhidas as épocas. O tempo de Cleópatra coincide com o início do apogeu do Império Romano, com o cônsul Julio César virando ditador, e, posteriormente, o fim do triunvirato de Marco Antônio, Pompeu e Crasso. Foi uma época bem agitadinha...
Paris dos anos 20 era a própria efervescência. Especialmente no ambiente artístico!

Minha doce Claudinha: Você gostou? Ah, que maravilha! Como o post agradou, uma vez por semana falarei um pouco sobre as séries clássicas da TV, nos anos 50/60. Acho que você vai gostar da próxima série de que falarei...
Com certeza, um túnel onde pudéssemos ir e voltar com segurança seria o ideal. A idéia de ficar perdido nos recortes temporais é apavorante. Tem um aspecto muito interessante na série: o conflito estabelecido entre os dois conhecerem os fatos históricos e as suas conseqüências e ninguém acreditar no que eles falavam que iria acontecer. Eu não perco nenhum dos filmes que tratam de viagem no tempo. Os três De Volta para o Futuro são magistrais! Especialmente o segundo! Você queria ser sinhazinha no tempo do Império? Mas do jeito que tratavam as mulheres naquela época e o seu senso de independência... Huum, num sei não...

Querida Lili: Puxa! Gostei do que escreveu! Muito obrigado!

Querida Alê: Como escrevi, a série ainda passa hoje em dia, no canal TCM, aos sábados. E o meu objetivo é realmente esse: diverti-los e mostrar coisas novas.

Marcíssima querida, amigapratodavida: Huum, você queria passar a sua vida a limpo, fazer algumas correções, não é? E quem não gostaria! Se bem que mexer com o nosso passado pode ser muito perigoso pelas derivações que poderiam se seguir. Os dois filmes “Efeito Borboleta” mostram isso muito bem. Mas já que você voltaria para o seu passado, poderia ir me ver lá em Piedade, não é? Eu iria adorar tê-la conhecido na época!

Que bom, Mairon, que tenha gostado deste meu antigo post! Bom ter você por aqui!

Querida Maga: Se você gosta do tema, veja a série na TV a cabo. Estou certo que você vai se amarrar. Nós somos o produto de nossa época. Mesmo que sejamos nostálgicos e até suspiremos por outras épocas. Aqui e agora é que temos fazer o nosso melhor possível. Mas que dá uma baita vontade de conhecer o nosso passado, ah, isso dá!
Conheci Londrina de passagem. Me pareceu ser uma bela cidade!

Querida Cilene: A época de Jesus é realmente fascinante. A possibilidade de conhecer o divino Mestre e aquele povo, aqueles fatos todos... Muito instigante!

Cara Claire: Essa época e lugar que você escolheu é realmente interessante. Se fosse pensar num antigo escritor que eu gostaria de ter conhecido, ah, entrava no túnel e iria falar com Arthur Azevedo! Tentaria absorver a facilidade que ele tinha para escrever peças teatrais tão maravilhosas e procuraria aprender um pouco. Eu gostaria de conhecer a época de Jesus. Minha curiosidade científica sobre o período e seus personagens superaria a vontade de conhecer qualquer outra antes dessa.

Olá, linda menina Samara! Já fui ler o seu post e o comentei. Fico comovido com o seu carinho.

Gostou do Velho do Saco, parceirinha? Rá! Rá! Rá! Pois eu adorei a história do receio dos homens que enchem o saco! Rá! Rá! Rá!... Eu adoro as suas tiradas...

Grande Lúcio: Estou em falta contigo e com o novo blogteco. Mas vou pagar a minha dívida. Prometo. O Ronie já falou da tal Mulher de Branco, que mais parece a Murta que Chora dos livros do Harry Potter. Sobre o que falou, é... Você está certíssimo! Triste isso...

Já fui, Sasha. E gostei muito do que vi. Obrigado pela lembrança!

Querida Veras: Você pode conhecer a série no TCM. Eu adoro a mitologia celta! Muito bem escolhido! Se você for entrar no túnel para conhecer essa época, me chame que eu vou junto!

Querida Karine: Imagino que você seria de muita ajuda lá! O Noé deve ter ficado doido, tentando tratar daquela bicharada toda! Já pensou? Convencer o leão a não comer a gazela, o jacaré a não traçar a garça, o macaco a não encher o saco dos outros...
Querida, sei que não é cantada. Você é apaixonada pelo seu marido, como eu sou pela minha namorada. Também gostaria de te conhecer, mas de que jeito?

Grande Zeca: Olha, fiquei emocionado com as suas palavras. Esteja certo de que este blog se sente honrado com a sua presença e com seus comentários sempre tão inteligentes. Assim como você, eu também visito os blogues amigos e leio TODOS os posts, mesmos os anteriores. E os comento também. Meus amigos blogueiros escrevem tão bem que não me furto a este prazer.
No mais, agradeço por seu comentário e opiniões sempre muito bem vindas. Este seu amigo virtual tem o maior prazer em ter você como leitor e se sente honrado de lê-lo com freqüência no seu blog. Se você sai feliz daqui, eu mais feliz fico com a sua entrada. Venha sempre que quiser e puder. O prazer, acredite, é meu.

Caro mestre Moacy: Compartilho de sua mesma opinião. Sobre os momentos citados, o do Maraca, em 1950, certamente seria fascinante. O momento de Caicó, 1932, imagino ser o do seu nascimento, não é? Quanto ao 3 x 2 de 1969... Bem, eu queria esquecer aquele jogo! Eu o ouvi pelo rádio, sofrendo feito uma vaca ferida!

Querida Jéssica: Que bom que alegrei o seu dia! Ao dizer isso, você alegrou o meu!

Querida Janaína: Pois a idéia era essa, meu bem. Você queria estar na Abolição da Escravatura? Pois eu estudei bastante esse período e inclusive o dia 13 de maio de 1888. Sim, é fascinante. Li os discursos no Senado, dos favoráveis e dos contrários. E acredite: naquele contexto, os discursos dos escravocratas tinham pontos bem sensatos. Especialmente no que diz respeito ao “day after”, o destino inglório que caberia aos libertos. E foi isso o que se viu.

Valeu, moçada! Abraços e beijinhos e carinhos e ternuras sem ter fim!

Anônimo disse...

Eu amava o TT quando era criança!!! Sonhava em mergulhar naquele túnel com cara de bala colorida. beijo você.

olho de rua disse...

Seja lá quem seja vc, caro blogueiro. Reparei, depois de dá uma lida neste seu post, que temos algo em comum. Como vc, eu também sou fscinado por viagens no tempo (seja pra trás ou pra frente). E o meu filme favorito é "Os Doze Macacos", com Bruce Willis como James Cole. Ele veio do futuro pra achar o esconderijo do "exército dos doze macacos" - vc sabe do que falo?

Bom, vou colocar seu blog nos meu favoritos pra, depois, dá uma analizada com mais calma, visto que eu estou agora sem muito tempo.

Abração de "grátis" a vc!

turbal@hotmail.com disse...

Eu vi neste site a origem da palavra ficar de paquete. Muito legal! E ficar de chico? Qual sua origem? Você já publicou? Parabéms e obrigado!

Anônimo disse...

Desculpe pelo "parabems" erro de digitação!

Anônimo disse...

acho que o cinema deveria pensar na idéia de se filmar uma versao moderna de o tunel do tempo como vem acontecendo atualmente com varias series e filmes antigos ex. aranha, speed, homen de ferro, teriamos varios momentos legais a serem reportados desde os anos 60 ex. torre gemias e pocibilidade de auteraçao de fatos hestoricos

Fernando Cunha disse...

Uma das melhores séries já produzidas, nós conheciámos a história mundial de uma forma super divertida. Muitas saudades.

Cesar disse...

Tenho 22 anos, assisti a série inteira nesse julho de 2012. Agora, Túnel do Tempo é uma das minhas séries favoritas! Fazia tempo que não via uma série tão boa quanto essa. Um clássico, muito melhor que muitas das séries atuais. Atualmente parece que os escritores entraram numa fase "ociosa", faltandos-lhe criatividade - são remakes atrás de remakes e raramente superam o original.

Infelizmente a série durou apenas uma única temporada. Hoje assisti o último episódio e estou triste por aquele final. Eles ficaram presos em um eterno loop! Prefiro pensar que o Dr. Kirk, a Dra. Ann e o Dr. Swain conseguiram trazê-los de volta para o seu tempo e lugar. Prefiro pensar positivo... só assim posso dizer adeus à essa série fantástica. Depois de um tempo a gente acaba se apegando às personagens!

Deveriam reprisar no canal Syfy!

Tentaram ressucitar a série duas vezes, sem sucesso. Infelizmente - a menos que alguém queira fazer tributo ao Allen -, nunca teremos um remake!

Vou comprar o box da série muito em breve. Fica a recordação de uma das melhores séries de sci-fi que já existiu.