quinta-feira, outubro 13, 2005

Novo tratamento para dores nas costas

Vi no Portal Terra que, no estado norte-americano do Oregon, uma mulher estava processando o seu médico em 4 milhões de dólares. Até aí, tudo bem. Nos EUA, eles processam até quem olha para o outro com cara feia.
Mas desta vez, o caso era diferente. Aliás, parece saído direto do “Casseta e Planeta”. Ou melhor ainda: das páginas de uma revistinha do Carlos Zéfiro. Só que é verdade. Seguinte:
A mulher foi ao médico, queixando-se de dores agudas nas costas. O médico a examinou e disse que poderia curar aquelas dores com um novo tratamento que ele desenvolvera: ter relações sexuais com ele.
Que o mundo esteja repleto de 171, eu estou cansado de saber. O cara jogou o agá e esperou para ver o que a moça iria dizer. E ela disse:
- Ahhhhh...É mesmo, doutor? Isso faz passar as minhas dores nas costas? Olha...Eu não sabia... Então tá.
- Tira a roupa que eu vou preparar o medicamento...

E o espertalhão passou o rodo na anta.
Diz a matéria que mais tarde ela descobriu ter sido usada sexualmente pelo taradão. Desconfio que ela só se tocou quando as dores nas costas não passaram com o tal tratamento. A fofa em questão deve ter falado para alguém, que lhe disse algo como:
- Ô menina!...Você tá doida? Onde já se viu rôla como tratamento pras costas? Se ainda fosse pra pele...
Revoltada, foi para a justiça. Sabem o que o médico safado, sem-vergonha alegou, quando foi preso? Que tinha feito “sexo consentido com a cliente”. Claro! A anta consentiu, achando que iria se curar das dores nas costas. De qualquer forma, se ela ganhar os quatro milhões de indenização está estabelecido o novo patamar recorde para michê.
Não sei, não...Mas quando este “tratamento revolucionário” chegar aqui no Brasil, o que vai aparecer de especialista não está no gibi!
M.S.

2 comentários:

carla disse...

eita, mais uma heim? Mas que mulher besta! Oxe.

Paulo disse...

Como ainda tem gente "ingênua" neste mundo, né? Bem, meu caro aluno, acabei de enviar mais uma página de teste para o novo visual do Antigas Ternuras. Se for aprovada, começaremos a nova lição. Um grande abraço!