sábado, setembro 03, 2005

Assim falou Bakunin


"Assim, sob qualquer ângulo que se esteja situado para considerar esta questão, chega-se ao mesmo resultado execrável: o governo da imensa maioria das massas populares se faz por uma minoria privilegiada. Esta minoria, porém, dizem os marxistas, compor-se-á de operários. Sim, com certeza, de antigos operários, mas que, tão logo se tornem governantes ou representantes do povo, cessarão de ser operários e pôr-se-ão a observar o mundo proletário de cima do Estado; não mais representarão o povo, mas a si mesmos e suas pretensões de governá-lo. Quem duvida disso não conhece a natureza humana."
_____
Mikhail Bakunin (1814-1876), anarquista russo. Opôs-se radicalmente ao frio e cínico Netchaiev, outro anarquista, por este pregar ações contrárias ao anarquismo, alegando que “os fins justificavam os meios”.
*
M.S., pela transcrição.

5 comentários:

Evandro disse...

Não poderia haver texto mais adequado ao momento que estamos vivendo no Brasil, Marco!

Marco Santos disse...

Pois é, caro Evandro. Como já foi dito, quem não aprende com a História acaba repetindo-a como farsa.

André Batista disse...

Boa biografia

iêu de novo, Ronie (citação-homenagem à Sassá Mutema) disse...

Não sei porquê, mas quando ouço Bakunin, sempre lembro da Maria Alcina. Aquela que vivia com calor na bacurinha. kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Demetrius Peres disse...

Eu gostaria que alguém pudesse me enviar a letra completa da Maria Alcina Calor na Bacurinha.
Meu e-mail é:
demetriusperes@gmail.com
Obrigado